quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

rotina de alimentação da Manuela

8:00 danoninho
10:00h suco de uva
12h papinha: figado, cenoura, batata, batata doce, agrião
16h: fruta: tangerina
18:30: papinha - figado, cenoura, batata, batata doce, feijão
a cada três horas aleitamento. O cuidado é pra nÃo oferecer o leite de meia hora a uma hora
antes ou depois das mamadas, porque comprometeria a absorção de calcio e ferro da Manuela.
Ela come tudinho!
8:00 gelatina
10:00 suco de laranja
12h papinha: aipim, abobora, cenoura, carne, manjericão
16h fruta: banana
18:30h papinha: feijao, aipim, cenoura, carne, manjericão
delicioso! Rs
Beijos
Gilda

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

A volta...À casa...Rs. Agora sim, o texto da letícia, que tem um lindo bebê! Ela passou por algumas situações inesperadas com o pequeno Leandro. Leiam:

"No sexto dia de nascido o coto do Leandro caiu. Após a queda, a cicatrização não se processou de maneira normal e uma pequena parte do intestino delgado se introduziu no anel umbilical formando assim a indesejada hérnia umbilical.
Fomos ao pediatra, ela nos indicou um cirurgião-pediátrico para fazer o acompanhamento, porém, ela nos informou desde logo que a cirurgia é indicada somente em casos extremos (ainda bem que não foi o caso).
Já o cirurgião-pediátrico nos disse que a hérnia mais assusta do que preocupa. Realmente o aspecto é pavoroso, até porque a gente pensa que dói, incomoda mas não é nada disso, o bebê não sente dor alguma e assim o médico disse que não poderia fazer nada até os dois anos de idade, tempo para que a hérnia desapareça espontaneamente.
Entretanto, para encurtar esse tempo ele nos ensinou um exercício simples que consiste em:
- Com o polegar direito pressione a hérnia para dentro (a gente percebe que parece uma água dentro);
- com a outra mão feche a barriguinha do bebê para que cubra o umbigo;
- para fixar o fechamento coloque o micropore (o esparadrapo não é indicado porque a pele do bebê é muito fina e delicada).
Fazíamos esse exercício e às vezes a pele do Leandro ficava irritada, vermelha, teve uma vez que criou uma bolha de água, parecido com queimadura mas logo sarou, em média durava três dias para voltar ao estado normal e recomeçar o exercício (Importante: coloque o micropore, se apresentar vermelhidão interrompa e espere a pele voltar ao normal e depois faça o exercício).
Outra coisa que o médico disse foi que botão, moeda não resolve, é contra-indicado por causa de infecções e até mesmo fissuras na pele do bebê. Bastaram dois meses no máximo para que a hérnia desaparecesse e o umbigo do meu filho voltasse ao normal.

O cirurgião-pediátrico também observou o pintinho do Leandro e indicou que não era para fazermos absolutamente nada, eu olhei para o meu marido e fiquei com uma cara de interrogação, porque a pediatra do meu filho nos disse que era para fazermos o exercício de puxar a pele para baixo uma vez por dia depois do banho. Relatei isto ao médico que explicou o porquê de não fazermos o indicado pela pediatra.
Não há nenhum problema em fazer o exercício dito pela pediatra, porém, o exercício feito de maneira incorreta acarreta no aparecimento da fimose permanente, ou seja, todos os bebês (meninos.. hauhauhau) apresentam a fimose ao nascer, com o tempo a pele do pintinho vai se abrindo.
Até os dois anos de idade, o exercício ajuda a pele a ficar normal mais rápido mas se fizer o exercício errado a pele se dilacera e forma uma cicatriz que não deixa a pele do pintinho ficar aberta e acaba por fechar em definitivo e assim cobre a cabeça do pintinho.
Fomos para a casa com essa dúvida, fazer ou não fazer o tal exercício, porque não é a mesma coisa da hérnia, existe a possibilidade de prejudicarmos um processo natural, enfim, escolhemos não fazer. Um belo dia de consulta com a pediatra, que ocorre todo mês, ela verificou além das outras coisas o pintinho do Leandro e disse: “Vocês estão de parabéns, está aberta a pele”, hauahuahuahuahauahu, quase morri de rir, porque não fizemos absolutamente nada."
Ah, Letícia! adorei a dica da fimose e as explicações sobre a hérnia umbilical. A natureza se encarrega de cuidar da gente, mais até do que pensamos. Aliás, esquecemos muito do que temos de natural e do curso natural das coisas. Se essa dica do pintinho fosse ampliada, passada a mais pessoas, muitos casos de fimose seriam evitados!
Fiquei bem triste de não ter conseguido te dar um abraço em Belém e dar um cheiro no Leandrinho. Mas, em junho espero retornar aí e nos veremos com certeza.
Beijos!
Gilda

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Relatos!

Oi!
Pedi a duas mamães que fizessem relato para o blog e elas enviaram seus textos.

O primeiro aqui é o da karina, mamãe do Ryan. Ela passou por momentos complicados em relação à alimentação dele, e ainda hoje é complicado, né karina? Eis o relato dela:
"Bem após 10 anos quando dei por mim estáva grávida , algo impossível conforme disse o GO pois já não tinha o colo do útero, após cerclagem de emergência.
150 dias de repouso absoluto, muito medo, pois o risco era grande demais, finalmente escutei o chorinho que ecoou na sala de parto , uma emoção que toma conta de meu ser até hoje.
Os meses foram se passando e meu instinto materno gritava que algo não estava muito certo, pois quando ele mamava no peito, vômitava tudo, lá ia eu ao PS e sempre o mesmo diagnóstico 'refluxo mãe', e dá-lhe remédio, mas algo não me convencia...
O couro cabeludo do Ryan era todo amarelo a pele descascava e eu sempre correndo aos médicos, até que um dia fui em uma amiga e pedi um pouco do leite especial que ela dava pro filho dela e tcham tcham tcham , o Ryan não vomitou!
Voltei a gastro e informei. Pois é! Eu descobri e não a gastro que o pequeno tinha alergia a leite , após 4 meses de choros incontroláveis, vômitos e cólicas horríveis achei a solução.
Nem tanto...A lata do bendito leite R$125,00. Nossa! Mas está valendo a pena!
Hoje, aos sete meses ele já está com peso acima da média e já está quase andando, ele não quer engatinhar já quer se pendurar no sofá e tenta dar passinhos. hahah.
Outro susto: na primeira sopinha descobrimos alergia a carne...A alimentação ficou restrita ao leite e poucas frutas, e a Gilda me deu a idéia 'vá a nutricionista'. Agora meu pequeno já come um amplo menu. heheh. Tudo aos poucos, " doses homeopáticas " heheh.
Mas, me sinto realizada em saber que a cada dia ele está melhorando e alegrando meus dias!"
Pois é! Muito legal, Karina, que você tenha montado o menu pro Ryan, que está bem de peso, saudável e serelepe! Rs. Às vezes as intoler6ancias de origem alimentar desaparecem aos 02-03 anos. Às vezes, acompanha a pessoa pela vida toda e obriga a cuidar do menu sempre. É importante, também, saber das possibilidades de problemas e refletir sobre eles. Como no caso do vômito do Ryan, considerar a alergia. É isso aí, Karina, parabéns!
Aqui em curitiba a Karina consegue metade do leite no posto. Isso é uma grande ajuda!
Beijos!
Gilda

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Primeiros passos


Hum, outro dia eu me perguntava qual a fase mais fácil e a mais difícil, até agora. Rs.

Hum! Sem dúvida o primeiro mês foi o mais tranquilo de todos! Passou fácil, depois foi agitando progressivamente e chegamos ao dia de hoje, em que lavei louça com Manuela em pé agarrada às minhas pernas. Rs. A fase mais difícil? Agora! Rs.

Tentei digitar um trabalho pra faculdade, em vão. Manuela me consome o dia inteiro. Ela não dorme mais em intervalos. Fica em pé pela casa e, principalmente, em mim. Para tornar a situação mais dramática, o pai dela viajou por 3 dias na semana passada e por 4 dias nessa semana...Na noite de segunda, me joguei na cama, assim que Manuela dormiu eu apaguei junto.

Ela só dorme agora em torno e 21h, 21:30h e acorda às mesmas 6:30h...Depois que ela dorme, eu janto, tomo banho, arrumo alguma coisa da casa e aí, deito. E não tenho garantida uma boa noite de sono, porque, estando só em casa, fico muito mais alerta, meu sono fica leve...Além disso, com o calor desconfortável, nenhum ambiente de casa consegue ficar agradável, e nos últimos tempos, Manuela acorda eventualmente de madrugada, acho que pra checar se estamos proximos a ela.Rs.

Preciso de uma estratégia para o ano que vem. Manuela deverá ir para uma creche, meio tempo, para que eu possa estudar. A seguir cenas dos próximos capítulos! Rs.

Hoje, eu curti um cd que não é tão antigo, mas as músicas dele são. Rs. Lançaram há alguns anos um cd que fez muito sucesso em formato vinil, do Ritchie. Vocês lembram dele, né? Eu amava simplesmente todas as músicas dele. Eu sou uma cafona declarada, por que não declararia meu amor pelo Ritchie? Ahahahah. Aí fiquei dançando com Manuela "a vida tem dessas coisas" e ela ria horrores, essa minha bebê adora uma movimentação, um agito! Rs.

"perdi a hora, mas encontrei você aqui, desde aquela noite eu nunca mais me entendi, você passou no circular pela praia do leblon, corri atrás, tarde demais, perdi a condição, de te encontrarrrrrrrr, te convencer, te confessaaaarrr, quero só você..." Eheheheheh

Outro dia citei paulinho da viola, hoje, Ritchie. Amanhã, prometo, vou citar a voz mais linda do mundo, meu cantor mais do que querido, e a música dele que eu escutava sempre e cantava pra Manuela, ainda grávida...Amanhã..Rs

Beijos

gilda

domingo, 29 de novembro de 2009

Consulta do mês no pediatra

Na última sexta feira, Manuela foi ao pediatra. Ela ganhou 400g, e, por consequência, ganhou elogios do pediatra, também. Tudo bem, ela está comendo muito bem, tudo o que lhe oferecemos e seu desenvolvimento continua em seu ritmo bom. No sábado, introduzimos ervilhas à alimentação de Manuela, que aceitou muito bem.
Ela engatinha rapidamente pela casa e põe-se e pé, apoiando-se em puffs, sofás, cadeiras, caixas, geladeira, fogão, armários...O que estiver por perto.
Dessa vez o pediatra disse que, caso Manuela acordasse de madrugada não seria por fome, e sim para saber se não está só. Bom, desde os dois meses entendemos que seja assim. Ela acorda, a acalentamos e ela volta a dormir. Muito excepcionalmente ela não se acalma e, então, eu a amamento.

Viajaremos para Belém, então, ele pediu que fizéssemos a vacina de febre amarela. E não déssemos pato no tucupi à Manuela...Ehehehheh.

A febre amarela é uma doença infecciosa, transmitida por mosquitos que possui um vírus - flavivirus.
Seus sintomas são: mal-estar, febre alta, dores na cabeça, cansaço exagerado, fortes dores musculares, calafrios, diarréia e vômitos, três a seis meses após a picada.

Associam ao norte do país, mas, a vacina é recomendada para qualquer pessoa que viajar ao interior do país. Seja no norte, sul, sudeste, centro-oeste, nordeste. Certo? A vacina é valida por dez anos, então, não é uma vacina da qual precisamos nos preocupar com frequência.

Dei à Manuela uma bolinha que cabe na mão dela, e ela a segura perfeitamente, brinca com ela e pisca bastante com os movimentos da bola. Rs. Ela também tem uma brincadeira muito linda. Ela diz "Ran" e eu repito "ran", e ela me olha e diz "ran" e eu digo "ran". Ela ri e diz "ran" gargalhando. Ficamos nessa sincronia algumas vezes já. Eu rindo muito e ela também. Rs.
Estamos muito bem, Manuela está muito bem. Continua sua rotina de dormir cedo e acordar cedo. Ela dorme quando o sol acaba de se pôr e acorda com as primeiras luzes do dia. Às 20h e às 6:30h. E acorda com energia total! Rs.
Beijos!










domingo, 22 de novembro de 2009

Santa Ignorância! Rs

Gente, é tentação demais o Caetano e suas declarações para comentar nesse blog. Eu não resisto! Rs.
Caetano é uma figura ímpar. Revoltou-se porque um jurado, por ocasião de um carnaval do Rio de Janeiro, não deu nota dez à letra de sua composição. Alguém esqueceu de orientar o jurado de que à letra de Caetano não se poderia dar menos do que 10! Rs.
Mas, não é só em humildade que Caetano dá show, não. Ele também fez piada com a Luana Piovani, para quem havia escrito a letra de uma música, e que cometeu a indelicadeza, a grosseria de negar em público. Ops! Eu disse grosseria? Não, grosseiro é o Lula, segundo Caetano...Mas, sabe, acho que Caetano fala tanto de si que até confunde os personagens de sua cabecinha...Rs.
Mas, voltando ao analfabetismo de Lula. Realmente, não só Caetano como boa parte da sociedade brasileira que se acha letrada sente-se ofendida com o tempo de estudo formal do presidente Lula. Sinceramente, incomoda-me muito, mas muito mais, o tanto de gente letrada que conheço e que não sabe sequer falar direito, assassinam a lingua portuguesa o tempo todo, mas, só reparam no presidente Lula.
Chego nas salas de aula das faculdades de direito e meus alunos sequer tem o inglês como segunda língua, mas debocham freneticamente do fato do nosso presidente não falar inglês...Como eu disse, sofrem do mesmo mal do Caetano...Falam de si e do outro e os traços se confundem...
Outro dia tive que ouvir que legal mesmo é ouvir Tom Zé...Querem saber? Escuta-se o que se quiser, o que for interessante, conforme sua sensibilidade, sua compreensão. Agora, entender que só a MPB e bossa nova é que tem qualidade é de um elitismo rídiculo, absurdo!
A música sertaneja tem tanto valor como o blues norte americano - música de negro, de pobre. O mesmo se diga sobre o Jazz, R&B, country, sertanejo, calypso (é um ritmo latino, pra quem não sabe), brega etc.
Difícil convencer Caetano e sua mãe e irmãos pós-doutorados em bahianidade de que nem todo mundo no Brasil escuta sua música, que isso é simplesmente espetacular, criativo, cultura; e que nem todos os tipos de música tiveram a propaganda da mídia, a ponto de músicas como "e vai rolar a festa...vai rolar, o povo do gueto mandou avisar...", axé, música com letras menos elaboradas que um brega, ter sido colocada acima do bem e do mal - a MTV não acha ridículo...
Pois é, agora a Marina virou a mulher mais íntegra desse país, sem mácula em seu histórico político. É sempre assim o discurso político nesse país fantasioso. Afinal, serão duas personagens pela corrida presidencial...Uma tem que ser a durona, pouco feminina, e com um tom arrogante...A outra, nortista, de modos simples, voz baixa porém segura, menos pretensiosa, mas competente...Ahahahahahah
Eu desvio muito do tema central, aff! Falava do analfabetismo de Lula. Sim, eu acho que ele devia ter estudado sim, que quem pensa grande tem que dar passos grandes, e estudar muito seria um grande passo. Mas daí a usar o termo analfabeto para ofender...Eu acho que acabaria por ofender pessoas que conheço, que saem do colégio ou entram na faculdade mal sabendo ler e escrever e saem do mesmo jeito...Isso me deixa horrorizada demais para usar como termo de ofensa...
Eu me ofendo quando alguém me diz que leu Paulo Coelho e gostou! Lê-se pouquíssimo, quase nada nesse país. E ainda se perde tempo lendo Paulo Coelho? Li uma vez, perdi tempo precioso de minha vida, nunca repetirei o erro. Estou sendo grosseira com o Paulo Coelho, aff, mas ele, essa semana provocou as pessoas a escreverem porque o odeiam, lá no blog dele. A maioria dizia que havia começado a ler e não conseguiu terminar um livrinho dele sequer. Paulo? Comentou, entre os comentários, que as pessoas que ali comentavam eram do tipo "não li e não gostei"... Juro que fiquei sem entender...Se ele realmente não entendeu a crítica dos que se esforçaram para ler e não tiveram paciência para acabar de ler um livro seu, ou...Se ele é mais articulado do que eu pensava e estava manipulando os comentários de forma a dar sua interpretação livre a respeito dos motivos pelos quais alguns desgostam de sua obra...
Hum, o uso da palavra nos tenta a usar o sarcasmo e a grosseria até, ao tratarmos daquilo que nos incomoda, daquilo que não gostamos...O que não dá é para supervalorizar-se. É Paulo Coelho querer saber porque não gostam dele, se os motivos pouco lhe interessam. Ou porque escutam funk se Caetano tem tantos discos legais para se escutar. Ou porque alguém ousou não achar que era nota dez a sua letra de samba. Ah, por favor! Rídiculos!!!!!!!!
Um pouco de humildade para eles, olhos menos focados em seus próprios umbigos, ouvidos mais sensíveis à voz dos outros, e menos elitismo burro!!!!
tchau!
Gilda



sábado, 21 de novembro de 2009

Hora de papar


Hum, todos os dias tem sido divertidos com a rotina de fazer papinhas salgadas para a Manuela. Com toda a energia que ela gasta durante o dia, a alimentação tinha que acompanhar! Rs. Bem, as duas primeiras papinhas da Manuela foram de: abobrinha, cenoura, beterraba, couve e caldo e carne natural. Não fui eu que fiz, foi a avó da Manuela. Que pôs sal, mas que não deve ser usado em papinhas para bebês, por causa dos rins. E não há a menor necessidade de sal, porque eu provo a papinha que faço e fica deliciosa! Ainda mais que ao fim o azeite é temperado com alecrim e alho. Rs.

Eu que estou fazendo as papinhas da Manuela e faço assim: alho e cebolas picados e carne, para refogar um pouco. Aí acrescento os acompanhamentos. Tem sido assim:

batata, batata doce, beterraba, couve; batata, cenoura, beterraba, couve, carne; abóbora, batata doce, batata, carne, rucula; abóbora, cenoura, batata, carne, espinafre; abobora, batata doce, beterraba, feijao verde, espinafre, carne;

Para tudo, eu tempero com alho, cebola, salsa, cebolinha, alho poró, manjericão. E, depois de pronto coloco um pouco de azeite. É importante não esquentar o azeite.

O pediatra orientou que fosse usado uma folha ao menos e 3 legumes na papinha, mais carne/frango. Conversei com minha irmã nutricionista e ela disse que as únicas restríções são: sal, açúcar, arroz, bago do feijão.

Manuela come muito bem suas papinhas. hoje, então, ela comeu rapidinho tudo. Adorou!

Às vezes eu passo a papinha no liquidificador, noutras vezes só passo a carne nele. Deixo os legumes bem molinhos e Manuela consegue mastigá-los. Eu só coloco a folha quando a papinha já está quase pronta, pra não cozinhar demais.
Eu pensava que, após uma papinha consistente, Manuela não gostaria de comer fruta, mas ela não dispensa! Rs. Agora nem amasso mais a banana. Seguro e Manuela vai chupando a banana, amolecendo e rapidinho come tudo. Rs.
E mais suco e mais mamar no peito. Céus! Ahahahaah!

Uma vida em conto...

Sexta feira, dia quente. Pela Manhã, cedo ainda, eu e Manuela passeamos no parque barigui. Ela dormiu o passeio todo, mas sentiu o calor, o cheiro gostoso. Realmente, o parque barigui é o cantinho mais gostoso de Curitiba, além da minha casa, claro. Rs. Depois, ela mamou ali mesmo no parque, que estava bem tranquilo.
Hoje, sábado geladinho, vento frio, brincamos fartamente em casa. Dançamos um samba suave da Tereza cristina - com Manú. Depois, um pouco de Paulinho da Viola - com Manú. E ela subindo no sofá, tentando alcançar o computador, tirando o som do DVD, engatinhando, caindo, rindo, rindo muito! Rs.
Ao lado dela, a vida é mais leve, mais alegre, mais simples. O dia é mais agradável, a noite me deixa com saudade das peraltices dela, do aconchego dela no meu peito, a boca mamando um dos seios entre sorrisos sapecas e um dos pés empurrando o outro seio. Moleca. Linda. Rs.
Ela torna esse blog perfeito. Confere beleza, alegria e pureza ao mundo que pode ser descrito, graças à ela, como uma poesia. E assim enquanto somos o que ainda somos, enquanto não mudamos, enquanto ela tem necessidade de nós, enquanto ela não percebeu o quão livre é e o quão longe pode ir, há história pra eu contar de nossos momentos tão próximos.
Eu, silenciosamente, espero que ela viva intensamente, me conte histórias do que verá e viverá, conhecerá. E que ela não sinta dor em excesso, que suas decepções sejam fulgazes, que viva uma vida bela, dançada e cantada com gosto, feliz, enfim. Que nossa casa cheia de amigos, com risadas ouvidas refletidas nas paredes da casa lhe sejam inspiradoras. Que ela seja forte, simples, honesta, culta, simpática, justa. Que lute por isso. Que tenha um sorriso no rosto, mas que seja uma fera, que respeite e seja respeitada.
E que conte muitas histórias, porque a vida merece ser contada, narrada com floreios, com letra bonita e muitos detalhes. Como tento fazer nesse blog.
Beijos!
Gilda


"o amor é assim, faz tudo mudar, é só alegria, tristeza não tem lugar" ! Paulinho da Viola.

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

menina peralta!


Gente, quinze dias sem escrever no blog...E tanta coisa acontecendo para ser compartilhada, contada por essa mãe babona que vos escreve. Rs.


Manuela está impossível, escrevo isso porque ela não me deixou fazer nada hoje! Rs. Não aceita ficar deitada, não quer ficar sentada. O que ela quer? Engatinhar atrás de mim, da sala para a cozinha o dia inteirinho. Rs. E ela escala o fogão, se olha através do vidro do forno e ri muito. Escala os armários da cozinha, hoje quis colocar os dedos em todas as tomadas que viu...Céus! Rs. Estou muito cansada! Rs.


E ela engatinha e às vezes planta a sola do pé no chão como se fosse se levantar. Parece a menina aranha. Rs.


Nesse fim de semana, corremos atrás do sol e fomos à Florianópolis. Sol, vento bom, paisagem bela. Manuela foi à praia e adorou a areia, mas não gostou muito da água salgada. Rs. Brincamos muito, nos divertimos muito e ela sorrindo, elétrica, feliz o tempo todo.


Mas, não dormiu a tarde nesse fim de semana, e por tabela não nos deixou dormir, também. Engatinhava e nos escalava o tempo todo...Rs.


Semana passada começamos com a papinha salgada da Manuela. A avó paterna dela que fez a primeira papinha e nem cara feia Manuela fez. Tem comido bem. Hoje, ela mordeu a colher na hora da papinha e ficou rindo. Eu não resisti e ri também. Aí, ela riu mais ainda, mordendo a colher. É uma moleca essa menina! Ahahahhah.


A rotina com Manuela mudou, realmente. Ela mama, depois papinha, depois fruta, daqui a pouco, mama de novo...Rs. E ela come tudo super bem. Rs.


E o principal: Manuela me olhou e disse "mamãe". Na hora eu disse "Manuela, você me chamou!!!" e uma amiga minha que estava aqui disse "eu ouvi, eu ouvi!". Eu confesso que racionalizava o "mama" que Manuela repetia há semanas já. Porque ela dizia o "mama" sem me olhar, engatinhando, sentada, mostrando ser mais um processo da elaboração da fala dela do que o reconhecimento de sua mãe. Mas, hoje, ela disse me olhando e falou certinho "mamãe". Foi muito fofo, legal mesmo! Adorei! Rs.


Hoje, tinha papinha ate no topo da cabeça da Manuela...Rs. Ela brincava, se mexia e eu ria junto com ela. Eu reconheço que não tenho talento para criar uma lady e Manuela está sendo criada no chão de casa, engatinhando de um lado a outro, fazendo mil molecagens. Rs. É por isso que ela engatinha desde o quinto mês de vida, e já se apoia no sofá, nos armários e fica em pé aos seis meses de vida. Quando ela conseguir equilibrio, vai andar. A minha bebê ja quer andar...E eu, encantada, passo o dia levantando ela que, quando engatinha em minha direção, agarra minhas pernas e quer ficar em pé, apoiada em mim. O dia inteirinho. Rs.














sábado, 31 de outubro de 2009

Consulta do mês

Olá, pessoal!
Quinta feira foi dia de consulta com o pediatra da Manuela.
Manuela brincando, bem alegre,
irritou-se apenas quando o médico fez os exames de rotina: olhos, boca, barriguinha. Rs.

Manuela está bem, tudo bem, engordou 200 gramas, como, finalmente, reconheceu o pediatra "engordando no ritmo dela". Agora, vamos começar com a papinha salgada. Muitas verduras, legumes, pelo menos de três tipos. Carne, frango. Coar. Duas vezes ao dia, fruta de sobremesa, amamentar. Gelatina também é bom. Nada de desmame, mais nisso o pediatra ganhou pontos comigo. Rs.


Quando perguntei pelo açaí pra Manuela foi engraçado. Porque o pediatra desconhece os benefícios do açaí e pediu apenas que eu evitasse frutas ácidas. Rs.

A unha do pé da Manuela é exatamente igual à do pai dela, então já está encravada...Rs. Se eu estivesse em Belém era só passar andiroba e sabia que rapidinho ficaria boa. Rs. Mas, o pediatra nem conhece a andiroba, quando comentei a respeito. Imagina se falo pra ele da "embrocação". Ahahahah.

Deixa eu explicar. A embrocação é um procedimento que nossos pais e avós faziam antigamente. Minha avó fazia nos netos. Quando ficávamos com a garganta inflamada, minha avó enrolava gaze no dedo indicador dela, passava mel, andiroba e copaíba - óleos da amazônia que tem eficácia antinflamatória. e introduzia na nossa garganta inflamada. Dava ânsia de vômito, mas, era tópico, porque o mel e a andiroba eram passados lá dentro da garganta. Rs. Bem indígena, né? Rs.

O médico não levou muito a sério quando eu disse que a Manuela já engatinhava, porque ele disse que normalmente os bebês engatinham aos oito meses. Mas, na mesa de exames, coloquei Manuela para engatinhar e ele confirmou que ela engatinha direitinho, com joelhinho no chão. Rs. E os dentinhos ele também disse que aparecem normalmente aos oito meses, e Manuela já tem dois. Precoce, é verdade, mas espero que seja só nesses aspectos! Nada de continuar precoce aos dez anos! Ahahahahhah!

Beijos!
Gilda






Images dos dias azuis




Gente, o sol veio visitar Curitiba e desde ontem temos sol, luz, calor!








Em homenagem aos belos dias azuis algumas fotos da minha pequena linda Manuela. Rs.
Beijos!
Gilda

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

cadeirinha de carro


Queridos, isso é muito importante!

vocês sabiam que a segunda causa em morte infantil é a de acidentes no trânsito?

Mortalidade infantil é um índice que se refere aos recém nascidos até crianças de 01 ano. no quesito morte infantil, falando na linguagem fria das estatísticas, para cada mil nascimentos, morrem cerca de 20 crianças...Alto? Imaginem comparando com a Suécia, em que para cada mil nascimentos, há cerca de 3 mortes...Ou no Canadá, que para cada mil, há cerca de 4 mortes...

Mas, consegue ser mais chocante o fato de que o índice de morte que eu havia dito é menos da metade do que era nos anos 90! Para cada mil nascimentos, 49 mortes! E para crinaças de até 05 anos, nos anos 90 o índice era de 58 para cada mil e, agora é de 22 para cada mil...

Há pesquisas que apontam com segurança que as principais causas de mortalidade sejam relacionadas ao baixo peso ao nascer, que pode ocorrer por várias razões, como parto precoce, ausência de acompanhamento pré-natal, ausência de condições de higiene comprometedoras das poucas defesas daqueles bebês...

Li pesquisa em que concluiu-se que as chamadas afecções perinatais (ocorridas durante a gravidez, como baixo peso, nascimento precoce etc.) teriam sido a principal causa de mortalidade infantil em 2004. Em menor influência, as anomalias congênitas, as doenças infecciosas e parisitárias e as doenças respiratórias, respectivamente. Essa mesma pesquisa chegou a uma conclusão importante, também, dentre outras. A de que: quanto mais tempo de estudo a mãe tiver menores são as chances do filho dela vir a morrer nos primeiros cinco anos de vida. É muito triste que grande parte da população não acesse uma educação razoável e muito mais ainda, que a parte da população que tem acesso à educação não a aproveite razoavelmente...A educação nos faz pensar, nos impede de tomarmos decisões equivocadas com frequencia. Ajuda a se comunicar, a saber pedir ajuda e a ajudar!

Mas, vamos ao ponto específico daqui! Acidente de trânsito e mortalidade infantil.

Vocês sabiam que desde o século passado a principal causa de morte entre crianças de um ano até adultos de 44 anos deixou de ser natural para ser externa e violenta? A OMS informa que até 2020 as mortes no trânsito ocuparão o terrível segundo lugar em "anos potenciais de vida perdidos". E eu li uma pesquisa do rio grande do Sul, que estudou os casos pelo Brasil e associou o aumento da taxa de mortalidade infantil com aumento nos acidentes fatais no trânsito.

De todos os acidentes possíveis, quem mais matacrianças é o trânsito. Mais ainda? Em Curitiba a principal causa de morte infantil é acidente no trânsito...

De acordo com o Ministério da Saúde, das hospitalizações registradas no SUS, 79, 5% foram provenientes de acidentes de trânsito e domésticos...

Existe uma ONG chamada criança segura que alerta para a gravidade disso, gente! Para cada criança que morre no trânsito, quatro ficam com sequelas para o resto da vida! É terrível! Recentemente, uma apresentadora de TV, Jackeline Petkovic, sofreu um grave acidente de carro numa BR. Ela ficou mal no hospital, com algumas partes do corpo quebradas. No carro também estava seu filho de quase dois anos...Ele estava na cadeirinha e não sofreu nada!

No exteriora cadeirinha é ítem essencial, obrigatório aos pais. Aqui no Brasil, mais uma das opções que não se entende, não é, mas, há regulação do CONTRAN para que ela seja obrigatória a partir de junho de 2010. E deverá ter selo do Inmetro.

Manuela não gostava da cadeirinha dela nos primeiros meses de vida, mas agora não reclama mais. Ela sempre está na cadeirinha dela. Minha mãe, que não é da época das cadeirinhas, reclamava da cadeirinha...Gente, eu insisto: sigam os conselhos de médicos, especialistas e não dê ouvidos aos defensores do "jeitinho" pra tudo, principalmente quando a questão é a segurança do seu bebê.

Não esqueçam que a partir do dia 09 de junho o bebê conforto é formalmente obrigatório, mas na vida real a obrigatoriedade já existe há muito tempo! Desde que o trânsito degringolou, que tem um monte de supre-homem que dirigem como loucos, sem a menor preocupação com sua própria segurança e causando danos terríveis aos outros...

O outro lado da moeda é que nunca devemos relaxar em dirigir com prudência e segurança. Nos outros carros tem famílias, crianças.

Beijos
Gilda

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Que mês!!


O quinto mês acabou, mas, não o esquecerei...





Nesse mês, Manuela sentou durinha, sozinha, engatinhou pela casa e começou a comer suas frutinhas. Rs. E como é boa de prato! Rs.



Come uma maçã inteira ou banana inteira e ainda reclama quando acaba...Rs.
Foi um mês incrível, cheio de descobertas! Pela primeira vez, Manuela chorou porque
bateu levemente o rosto no chão, enquanto brincava. Mas, essas coisinhas de leve acontecem.
Ela se irrita muito quando algum obstáculo se coloca entre ela e seu caminho. Agora, a sala é seu caminho! Rs.
Sua autonomia é muito interessante. Todos os dias, Manuela dorme por uma hora, mais ou menos, em seu bercinho a cada duas horas em média. E todas as noite, em seu quarto, em seu berço, dorme muito bem! Das 19:30h até às 6:30h. Rs. É, acordamos cedo aqui! Rs.
E me recebe todas as manhãs com um grito de felicidade! Lindo demais! Rs.
Terminei o mês com muito leite, com Manuela saudável todos os meses de vida dela, e, todos saídos de uma prapaganda de margarina! Ahahahah
Beijos!
Gilda

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

E a moleira, esqueceu?

Gente, hoje estava pensando no blog e percebi que nunca comentei sobre a moleira da Manuela. Nunca. Para quem não sabe ainda, a moleira é uma parte da cabeça do bebê macia e flexível. Situa-se bem no alto da cabeça. Em cada consulta, o pediatra a toca para avaliar seu estado.
O nome mesmo é fontanela, mas todo mundo a chama de moleira e permanece nos bebês até os nove meses.
A moleira existe para permitir que o cérebro do bebê cresça e, antes disso, para ajudar no parto. Ela costuma fechar por completo aos 18 meses de vida. Mas, o cérebro só alcança seu tamanho definitivo até o fim do segundo ano de vida.
Por baixo da moleira, está aberto, é isso o que eu quis dizer mesmo. Uma membrana firme protege a abertura no cérebro do bebê. Mas, é bom sempre tocar com cautela, aqui em casa, por exemplo evitamos ficar pegando nela com frequência.
Um dos benefícios do parto normal se refere justamente à passagem do bebê pelo canal vaginal, que já possibilita a aproximação da caixa craniana. As quatro partes estarão unidas após o nascimento com o fechamento da moleira.
Uma moleira afundada pode significar desidratação do bebê. Mudanças em sua forma devem chamar a atenção do pediatra. o fechamento da moleira precocemente pode caracterizar cranioestenose, uma alteração que pode não se limitar ao formato do cérebro, mas também causar problemas neurológicos. Para cada uma menina que tem essa doença, três meninos são afetados. Por isso, é fundamental consultar um pediatra todos os meses para acompanhar a saúde do seu bebê.
As pessoas mais velhas tem até medo, pode-se dizer assim, da moleira. É quase como se ela fosse uma ameaça à saúde do bebê, mas isso é falso, não devemos nos impressionar. Os bebês normalmente tem um desenvolvimento normal, e a craniostenose não é ua doença muito comum. E a moleira não é absolutamente frágil, como pode parecer. É apenas delicada.
Beijos!
GIlda

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Aff, descomplica leite! Rs

Ah, gente, mais do que eu já comentei da dificuldade em ter leite, que tomo remedio para poder dar conta do recado...Mais coisas aconteceram, enrolam minha cabeça, mas dessa vez são ótimas! Rs.
Na semana passada procurei um clínico geral para pedir exames de rotina, conversar sobre a falta de leite, e as dores musculares. Ele foi atencioso e disse que meu stress por estar em casa, não estar trabalhando, ter sido sempre bem ativa e agora estar em casa, está me afetando e somatizando, como nas dores musculares e na falta de leite. Eu e Antonio já havíamos conversado sobre isso, inclusive, de sempre que eu fico com alto grau de stress sinto fortes dores musculares. Pois é, ele disse que preciso de terapias para relaxar, como conversar com um psicólogo, fazer escalda pés, massagens etc.
Na mesma semana, só que já na sexta feira, estive na nutricionista. Não ia nela desde a gravidez. Conversamos bem, Manuela estava agitada, mas, comportou-se bem. Ela me passou vários complementos vitamínicos, para manipular em farmácia, pediu que os tomasse por um mês, que iam me ajudar a ter mais energia, pique e que daqui a um mês eu retornasse para começarmos a avaliar a minha dieta alimentar. Sobre o leite ela disse que algumas coisas costumavam ser ótimas para estimular a descida: chás de funcho, camomila, melissa e água de coco.
No sábado, Manuela ficou com Antonio e eu fui ao supermercado. Comprei litros de agua de coco, todos os chás e comecei a tomar já no sábado mesmo. Gente...Meu peito amanheceu doendo de leite na segunda feira...Eu juro! Vou me reunir a algum coro de pessoas que também afirmam terem conseguido muito leite com alguma comida/bebida específica, mas no meu caso é verdade. Eu continuo tomando o remédio, mas ele, sozinho, sempre me deu leite para amamentar, e nunca encheu de doer, nunca. Eu podia ficar horas sem amamentar e não fazia diferença. Agora, vive cheio!!!
E eu tomando todos os dias os chás e água de coco. Rs. Eu juro!
Ebaaaaaaaaaaaaa
Manuela pedindo peito a cada duas horas, adorando!!!! Rs.
Uhuuuuuuuuuuuuuu
Rs.
É isso aí pessoal!
Beijos
Gilda

Engatinhar é a ordem do dia!

Seus movimentos não são velozes, ainda, mas já estão ritmados. Assim, ela descobre um pouco mais do que é capaz de fazer e conhecer. Agora minha atividade de mãe se modifica para acompanhá-la, também. Rs. Parabéns, Manuela! Porque conhecer novos espaçoes é muito bom!
Divirta-se mais ainda, bebê!



" Ó minha cara de felicidade!"

Manuela deixou seu tapetinho e explorou mais um pedacinho da casa. E sempre rindo. Rs.








Ó


terça-feira, 13 de outubro de 2009

Desenvolvimento da Manuela

Olá!

É época de novidades aqui em casa! Mas, vamos primeiro às explicações técnicas. Rs.

Estou trocando frlada da Manuela sobre o tapetinho dela, no chão. Ué? Ela balança pra todos os lados, não sossega e eu fico louca! Rs. Isso é um dado de desenvolvimento da minha bebê, porque aos seis meses o bebê pode já estar virando para todos os lados.


Essa semana que passou, Manuela estava deitada sobre o edredon que eu estendo no chão para ela, sem nem olhar ela encaxou a mão certinho na maçaneta do móvel da tv e, enquanto me olhava, abria e fechava a porta do móvel! Rs.

Ela também pega os brinquedinhos e tudo o mais que passar por sua frente e passa de uma mão a outra, mais um marco de desenvolvimento dela.

Agora, o engraçado é a imitação que Manuela faz de mim. Eu morro de rir! É assim, eu começo a rir de alguma coisa que ela faz e ela me olha fixamente e ri, também. Se eu rio mais, ela imita e ri igual, eu dou gritinhos e ela também! É muito engraçado! Rs. No início achava que ela ria comigo, depois fui ler sobre isso e ficou claro que era imitação. Rs.

Não tem como se menosprezar nem os "ma" e "be" que Manuela fala eventualmente, porque significam avanços no processo de comunicação dela, que nessa idade já escuta quase tão bem quanto um adulto.

Bebês de seis meses enxergam muito bem, também, e nessa fase já reconhecem os pais, aprentes e as visitas. Manuela começou a "estranhar" as pessoas, como se costuma dizer. Busca a mim e ao pai dela, se alguém pretende carregá-la. É legal que ela me busque, mas também seria legal se ela fosse bem sociável, mas isso o tempo dirá. Rs.

Mas, é bom lembrar que Manuela já apresenta muitos desses marcos aos 5 meses, enquanto que o padrão é aos 6. Mas, os bebês tem seu próprio tempo e pode ser um pouco antes ou um pouco depois, não havendo motivo para preocupações precoces.

Dicas dos especialistas nessa idade? conversar com o filho, porque estimulará a comunicação, a imitação.

Sons dos animais são legais. Por coincidência, eu dei um livro pra Manuela. O livro é de pano e tem um mecanismo em cada animal que quando tocado faz o som real do bicho. tem galo, cachorro, gato, cavalo, vaca, bezerro...rs

E ter deixado sempre a Manuela em seu tapete, girando, desbravando seu mundinho tem sido bem legal! Ela já senta sozinha e fica bem equilibrada. Há algum tempo ela sentada, mas o equilibrio não estava perfeito. Desde o fim de semana está ótimo!

E, o mais legal é que ela já aprendeu como engatinhar. Coordena pernas e braços e se desloca, mas só quando ela quer muito pegar algum objeto mais distante. Ela ainda não sabe que a casa se torna um mundo a desbravar quando se engatinha! Rs. Imaginem quando descobrir esse "detalhe"...Rs.

Bom, gente, estamos muito felizes com o desenvolvimento da Manuela. Os dentinhos a tem incomodado, mas ela tem comido super bem suas frutinhas, adora banana! Rs. E semana que vem ela provará açaí! ahahahahah

Claro, né? Rs
beijos
Gilda

sábado, 3 de outubro de 2009

A Alimentação da Manuela

A OMS e o Ministério da Saúde orientam que a alimentação do bebê deva ser exclusivamente o leite materno por 6 meses. E, após, o leite materno acompanhado de outros alimentos.
O pediatra da Manuela orientou que déssemos frutas e sucos a partir desse mês. Não me perguntem a razão, porque o pediatra da Manuela é super econômico em palavras...Aff...
Mas, os dentinhos da Manuela já estão aí, e a alimentação do bebê está associada ao aparecimento dos dentinhos, que, normalmente começa aos seis meses. Mas, na Manuela já começou. E começamos com as frutas, normalmente uma vez ao dia. O pediatra disse para dar frutas e sucos de uma a duas vezes ao dia, cada. Bom, temos começado bem devagar. Damos só fruta e uma vez ao dia, normalmente. Surpresa? Manuela é uma gulosa! Ama e come freneticamente tudo o que é oferecido a ela...Rs.
É uma sujeira, ao invés dos babadores, que parecem ser da preferência das frutas para grudar, eu uso toalha fralda envolta do pescoço da Manuela. Não suja a Manuela e é mais fácil de limpar. Se eu demoro alguns poucos segundos a mais em oferecer-lhe uma colher de mamão, ou banana, ou ainda maçã, ela grita, solta um grunhido, se irrita! Agarra a colher e tenta enfiar a comida rapidamente na boca...É, por essa eu não esperava! Eheheh.
As primeiras frutas que oferecemos são banana, maçã e mamão. Compramos pêra e semana que vem ela deve provar, também. Hoje, Antonio deu maçã para Manuela e ela comeu meia maçã. Rs. Que bom!
Eu estou amamentando e não vou retirar a aleitamento até que Manuela complete um ano, e, espero conseguir amamentar mais tempo ainda. Vamos ver!
Orientações indicadas para a alimentação do seu bebê:
1. o ser humano prefere o paladar doce, por isso é oferecido fruta no início, para que a experiência seja agradável;
2. ofereça água ao bebê quando introduzir frutas na alimentação;
3. a papinha introduz alimentos salgados ao bebê, evite liquidificar a comida e sim amassá-la, para ajudar na mastigação do bebê;
4. Não ofereça doces ao bebê no início de sua vida, só os saudáveis, como diria o super-herói Sportacus! Rs. Doces, nos primeiros anos de vida são proibidos, conforme orientação de nutricionistas e médicos;
5. Deixe o bebê segurar a colher, mas, porque isso ajuda na relação do bebê com sua própria alimentação, mas não esqueça de observá-lo sempre;
É isso aí, gente! Fases mudando, minha bebê crescendo e nós dois aqui em casa nos adaptando, aprendendo muitas coisas diariamente. Como, por exemplo, atender à minha irmã nutricionista que orientou a oferecer água à Manuela, agora que ela come frutinhas. Lembrem-se de ficar longe das dicas errôneas, das pessoas que só desorientam ao invés de orientar! Rs.
Essas dicas vão pro Serge e Gilmara que estão com a pequena Laís e dauqi a pouco vão pasar pelo que estamos passando!
Beijos
Gilda

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Relato de Parto da Letícia!

Oi!
Hoje, eu quero compartilhar com vocês o relato de parto da Letícia. Ela foi minha aluna em Belém e compartilhou comigo seu parto. Espero que a Bárbara e Renata leiam para ajudá-las
a se tranquilizarem, pois elas estão quase para passar por esse momento, também! Rs.
Muito obrigada pelo texto, Letícia! Toda a saúde e felicidade para você e sua família! Seu bebê é muito fofo, lindo! Parabéns!
Eis aqui o texto:

"Sem contrações, dor, desconforto. Dia normal, consulta com o ginecologista, nas últimas semanas isso é rotina. De repente veio a notícia, naquele barrigão só havia um menino com pouco líquido amniótico para se locomover, resultado: não poderia esperar para ter normal, descansar bastante e beber muito líquido para que o bebê pudesse esperar mais uma semana.
Na semana seguinte, nova consulta para verificar se tudo estava bem. Exames feitos, conversas nervosas e foi marcado o “grande dia” 27 de maio de 2009, internação às 09:00 h, operar às 11:00 h.
No dia combinado, eu bastante nervosa (é claro), mas concentrada afinal sala de cirurgia não é minha praia, nunca tinha sequer quebrado um braço, não suporto agulha... Enfim, na hora marcada fomos para a maternidade eu, o Diego (meu companheiro) e meus sogros. Meus pais, minha irmã e o resto da família iriam depois, lá pelas 10:00 h.
Ao chegar fui conversar com o Dr. Pina (meu médico) e para a minha surpresa fui encaminhada direto para a sala de cirurgia, nada de internação, quase entrei em pânico, primeiro filho, não havia ninguém por perto, nossa senti um vazio. Respirei fundo, fui trocar de roupa e esperar até me chamarem.
Permaneci sentada, quando uma enfermeira chegou perto de mim e disse: -“Primeiro filho?”, respondi que sim, ela então sorriu e falou que era assim com o primeiro, segundo, terceiro, era normal o meu nervosismo, perninha nervosa. Com isso ela sentou do meu lado e falou tanta coisa boa, foi me distraindo, dizendo para eu relaxar, que não iria doer nada, que eu só iria sentir uma picadinha, me explicou os procedimentos da anestesia, que agulha iria entrar entre a minha coluna vertebral, portanto era importante eu estar relaxar para abrir espaço entre elas. Tenho certeza que ela era meu anjo da guardar, porque nem senti quando o Dr. Pedro (anestesista e tio do Diego) veio colocar o tubo para aplicação do soro e dos medicamentos.
Poucos minutos antes de entrar na sala de cirurgia a Fabiana (prima do Diego e anestesista) deixou eu ver a minha família que estava do lado de fora esperando. Eu calma e serena me desandei a chorar quando vi a mamãe, tive que me restabelecer de novo. Entrei na sala de cirurgia nervosíssima e novamente meu anjo da guarda, ops quero dizer, a enfermeira me acalmou, segurou a minha mão e ficou dizendo para eu relaxar, não era para eu me mexer porque a anestesia poderia não pegar e iria ter que fazer novamente, enquanto isso, a Fabiana ia me anestesiando.
Realmente, eu só senti uma picadinha e me deitaram, amarraram meu braço, nesse momento o Dr. Pina entrou na sala contando histórias, fazendo gracinhas, perguntou quando vinha o Leonardo?, falando de todos os assuntos.
Enquanto isso, a Fabiana foi buscar o Diego, que acompanhou tudo filmando cada detalhe. Nesse momento eu não sentia e não pensava em nada também, depois comecei a sentir cheiro de carniça queimada (era a minha que estava queimando). Passado algum tempo escutei um choro forte, era o meu presente de Deus saindo da minha barriga indo direto para os meus braços, lindo, todo lindo. Pesou 3,530 Kg, mediu 48 cm. Nessa hora quase todo mundo saiu e restaram apenas eu, Dr.Pina e seu ajudante.
Até nessa hora ela brinca comigo dizendo pra eu não me sentir sozinha pois todas as atenções são voltadas para o Leandro Luiz mas ele estaria lá me dando apoio. Consertado o estrago, meu filhote “limpinho”, vestido, colocaram ele no meio das minhas pernas e nos levaram para o quarto, ao sair da sala foi a maior festa, eu, entretanto não podia falar, me mexer, no final de tudo os meus olhos incharam pois tive alergia de algum dos medicamentos que me deram.
À noite foi tranqüila ele dormiu muito, fiquei até preocupada, pedia para mamãe verificar se ele estava respirando, para acordá-lo. No dia seguinte pela parte da tarde tive alta médica e fomos para casa a poucos quarteirões da maternidade."
Queremos foto de vocês, Letícia!!! Beijos
Gilda

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

domingo, 27 de setembro de 2009

Extra! Extra!

Gente, que cedo!
Manuela brincava com meu dedo, e, claro, colocou-o em sua boca. Senti um arranhão e descobri que dois dentinhos dela estão rasgando as gengivas. Dei um grito feliz aqui com o pai dela que correu pra ver, também. Eheheheheh. Ai, somos uns cafonas, como diria o Robério. Ahahahahahaah

Pois é! a dentição começa aos cinco meses de vida, mas muitos bebês que conheço só começaram a sentir os dentinhos com 9 meses ou mais. E isso acontece pouco tempo depois que a Pri, mamãe do Pedro Henrique - amiguinho lindo da Manuela dos olhos azuis lindos, me contou que ele apresentava dentinho também! Viu, Pri, nossos babies estão sempre passando pelas fases bem proximos, afinal, Pedrinho é quase um mês mais velho que a minha Manuela.




O pai da Manuela está focado em fazê-la sentar sem apoio. Rs. Mas, ela ainda cai para os lados. Mas, as pernas dela não param!!!! Ela as mexe o tempo todo, vira e revira no tapete - lugar dela na casa, porque ela fica lá quase o tempo todo, com seus brinquedos, brincando o tempo todo, inclusive conosco, que com frequência ficamos sentados no tapete com ela. Rs.

O domingo foi lindo aqui em Curitiba. Sol, céu azul e nada de calor excessivo. Manuela ficou só de camisa e fralda. Janelão da sala aberto e Manuela brincando em seu tapete conosco. Brincamos muito! Quando ela cansa, reclama e a levamos para seu bercinho e lá ela dorme por uma hora. Acorda já dando gritinhos festivos e levantando a barriga querendo movimentar-se. Rs. Linda, linda!!!
E assim seguimos apaixonados por nossa molequinha que dá mil gritos por dia, se mexe muito e agora vai dar muitas mordidinhas também! Rs
Beijos!
Gilda





A saga da amamentação...

Pois é, gente, e lá fomos nós semana passada ao pediatra...
Já há tensao nesse dia, porque não sei o que esperar da pesagem de Manuela...
Pois ela ganhou peso certinho, está com 6,5kg, peso considerado ótimo, apesar
de não ter ganho com satisfação por dois meses. No quinto mês, o ganho de peso, seugndo o pediatra é de 500gramas, exatamente o tanto que Manuela ganhou.

Está com 65 cm, também comprida pra idade. Bom! Todos os exames ótimos, o pediatra
disse que caberá a mim perceber a necessidade de complementar o leite dela. Mesmo
assim, ele orientou que ela deva começar a tomar suco de mamão e frutinha (banana, maçã)
algumas vezes ao dia.

Na primeira tentativa, ela não só estranhou como não quis a maçã. Na segunda tentativa, o pai da Manuela ofereceu-lhe suco de mamão. Ela agarrou o copinho e tomou tudinho! Adorou! Rs.
E assim tem comido banana raspada, mamão amassado e suquinho, também. Rs.
A amamentação oscila em momentos em que eu fico satisfeita e em outros que fico achando que
ela mamou pouco. Ontem, comecei a extrair leite (apesar de ter o extrator desde os dois meses da Manuela, eu não usava para extrair, usava os copos como mamadeira, que são excelentes para isso) e gostei do resultado. Hoje a quantidade retirada foi o dobro de ontem. Bom.
Fiz uma canjica e tomei. Rs. Comprei erva doce pra fazer chá. Rs. Creiam ou não, eu achei que a canjica deu uma enchida no meu peito de forma imediata. Mas, Manuela também está muito danada, inquieta, brincalhona. Ela se mexe e se distrai muito facilmente. E tem mamado menos tempo. Mas, tem mamado bem. E isso é importante de ser considerado.
Eu notei umas marcas de bolas vermelhas no alto da coxa da Manuela, e percebi que elas se formavam bem na marca da fralda da turma da mônica que ela está usando agora. É uma fralda muito boa, como a pampers, mas ela irrita mais a pele da Manuela...
E o negócio é correr pra academia e fazer spinning pra aguentar o tanto de canjica que vem por aí! ahhaahahh
Beijos
Gilda

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Anticpncepção após o nascimento...Rs

Gente...
Um filho atrás do outro não dá, né? Rs. Fica difícil cuidar do primeiro, mais difícil
ainda cuidar do segundo...Rs. Pois é, mas vocês lembram que eu comentei aqui que
tive que tirar a pílula, porque o pediatra apontou-a como culpada pelas minhas dificuldades
em amamentar a Manuela.
Pois bem, e aí? Rs. Coloquei na última quarta-feira o DIU. Porque eu quero amamentar o máximo de tempo e diante da incompatibilidade entre amamentação e hormônios, minhas opções de anticoncepção estavam bemr estritas. Conversei com meu obstetra e ele me acalmou quanto ao DIU. Disse que o número de mulheres que tem problemas com o DIU é muito pequeno, à semelhança da pílula. E o índice de eficácia também é igual, acima de 99%.
O DIU tradicional não tem hormônio, e dura 10 anos dentro do útero. Conheço uma mãe de 3 filhos que após a última gravidez pôs esse modelo e já o usa há 9 anos. Ano que vem ela o trocará por outro. Não tem do que reclamar. Seu custo é em torno de 500 reais. Muito bom pelo tempo de eficácia.
Um outro modelo de DIU, mais moderninho, não é de cobre, como o primeiro, mas, tem hormônio, com ação concentrada na útero. Mesma eficácia, porém com prazo de uso de 5 anos. E o custo? 1200 reais. Mas, ele suspende a menstruação, também. Bom, né? Rs.
Eu optei pelo primeiro modelo, por não conter hormônio e porque, no fim, pelo custo, é mais vantagem aquele agora, porque em 3 anos a Manuela já terá um irmãozinho. Rs.
A colocação não dura nem cinco minutos, no consultório mesmo. Foi rapidinho. Meu médico disse que em algumas mulheres demora mais, mas, no meu caso, só o sangramento da colocação que foi um pouco maior do que a regra geral, mas não foi nada demais. A cólica é imediata...O útero reage, obviamente. Eu ainda iria para a academia, porque não há contraindicação pra nada, mas fiquei mole de cólica. Aliás, ela durou de quarta a sexta, mas, diminuindo a cada dia.
Agora, está tudo bem, não sinto absolutamente nada e fico feliz com isso, sinal de que, em princípio, não estou rejeitando o DIU. Bom!
A atuação do DIU é simples, os sais de cobre são liberados e matam os espermatozóides, com eficácia igual à da pílula. Tirado o DIU, pode começar a tentar engravidar logo. Meu médico relatou o caso de uma médica conhecida dele que engravidou no mesmo dia em que tirou o DIU. Rs.
Pois é, gente, espero me dar bem com minha escolha.
Beijos
Gilda

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Uma visita rápida (demais...) ao Rio...

Hum!
Fomos ao Rio. Chegamos no sábado e na terça de tarde já estávamos a caminho de casa, de novo...Ai, too fast...Rápido demais...Rs.
Sábado e domingo fez sol e calor. Na segunda e terça...céu cinza, pesado, chuva e temperatura abafada...
Sábado e domingo ficamos na casa da minha tia Denise. Manuela chegou e já rolou muito na cama, espalhei os brinquedos dela e ela se divertiu.
Adorou todos, riu pra todo mundo e o mais engraçado...Parecíamos celebridades, porque todo mundo ria, brincava ou perguntava pelo sling da Manuela. Foi uma atração! Todos olhavam, todos riam, todos elogiavam, achavam lindo o sling e o sorrisão no rosto dela o tempo todo! Rs.
Optamos por não levar o carrinho, que é no estilo guarda chuva e bem leve e prático. Mas, na volta, eu estaria sozinha com Manuela e seria mais uma coisa para carregar. Assim, levamos os slings da Manuela para carregá-la. E foi ótimo!
Dizem que o sorriso é uma defesa, para que os predadores de plantão "se encantem" com suas presas e, quem sabe, ao invés de comê-las, faça delas seus bichinhos. Ahahah. É engraçado, mas é verdade, assim como a camuflagem de alguns bichos tem a finalidade de defesa.

Pois é, Manuela é expert nisso. Onde quer que eu vá, ela ri para todos. A caixa do supermercado disse-me assim: "hum, ela se encantou comigo, está rindo pra mim". Rs. Nada disso! Ela ri pra todo mundo. Eheheheh. No avião, ela ria para um piloto. Ele disse assim: "minha mulhr diz que eu tenho mel porque as crianças me adoram!" E eu disse: Ela ri pra todo mundo! Rs.


Deitada no meu colo, no avião, ela contorceu-se e ficou olhando fixamente para o senhor ao meu lado, e quando ele a viu, abriu aquele sorrisão. Pronto! Conquistou mais um! Ahahahaahahah. Nossa volta foi fragmentada, porque vimos as passagens muito em cima da hora. Então, minha volta foi Rio-São Paulo - troca de aeronave e São Paulo-Curitiba. Nos dois vôos Manuela foi sentada no meu colo, dando gritinhos, rindo pra tudo e todos, e assistindo, eventualmente, à tv. Foi uma diversão.
No primeiro vôo ela ficou mamando logo e não reclamou nada. No segundo vôo, ela estava tão alegre que não quis mamar de jeito algum e começou a chorar por causa do ouvido. Eu consegui colocá-la rapidamente no peito e tudo bem!
No sábado a tarde nossos amigos Carolina e Fadel nos visitaram lá em ipanema. Aproveitamos para matar a saudade dos maravilhosos botecos da cidade e ficamos no conversa fiada um bom tempo, conversando, brincando com Manuela e curtindo o cheiro, o clima, o vento da cidade mais linda do Brasil. Rs.
Manuela ficou o tempo todo conosco. Queria pegar tudo pela frente, principalmente os chopes do pai dela. Rs. Quando ela sentiu sono, deitamos nossa pequena no sling e ela dormiu confortalvelmente o tanto que quis. Muito bom!


Na segunda feira passeamos com a tia Denise por ipanema mesmo. Manuela dormiu o passeio todo...Rs...em seu sling. Rs.
Manuela ganhou uma roupinha muito linda da tia Carol! Eu apresentei Manuela à Janeth, minha secretária à época em que eu morava no Rio. Manuela nasceu no mesmo dia do aniversário dos filhos gêmeos da Janeth. Ela achou Manuela a cara do pai. Rs. O dia terminou no belmonte, lugar de comida excelente e ambiente muito legal - Antonio ama aquele lugar! Rs.


Na terça, comprei umas roupinhas pra Manuela - para escapar do rosa sufocante daqui de curitiba, trouxe muita cor do Rio. Postarei aqui assim que der, tá?
No sábado, dormimos no ar condicionado do apartamento da minha tia. No domingo, já no hotel, não ligamos o ar por acharmos que não estava muito quente. Deu 22h e nada de Manuela dormir. Resolvi ligar o ar. Ela dormiu quase que instantaneamente! Aahhahahahahah.

Na volta, eu e ela no aeroporto...Rs. Ela ficou super bem domindo no sling até que eu resolvi acordá-la um pouco...Rs...Ela foi acordada o vôo todo, só adormeceu de leve já quando nos preparávamos para pousar. Rs.
E ria pra todos, sem exceção. Vestida de bailarina fez um sucesso! Ahahahahah
Ah, faltou ver minhas queridíssimas ex alunas da UCAM, minhas amigas do Rio, o pessoal da Nossa Senhora da Paz, Milena...Ai, preciso de mais de uma semana no Rio pra dar conta de todos que quero ver lá!
Mas, vou juntando milhas pra conseguir isso em breve. Afinal, marcar com as pessoas durante a semana é mais complicado porque todos trabalham e no Rio tudo é distante...Mas, há de se dar um jeito!
That's all folks! É isso aí pessoal!
Beijos

Gilda







quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Praia!

Nesse feriado fomos à praia.
Aqui do sul, Florianópolis. Na ida, 7h de viagem por conta de um caminhão que tombou na estrada e atrasou todo o trafego...Manuela teve que amamentar dentro do carro, porque estávamos numa fila indiana interminável e quase parada e deu pra amame
ntá-la direito.
Chegamos em Floripa no fim da tarde, descansamos e à noite fomos a um bar assistir à vitória do Brasil sobre a Argentina. Rs.
Manuela ficou em seu sling e dormiu muito bem, mesmo com os gritos de gol!! E foram vários, né? Eheheheh.

Fiz foto, claro! Rs
No domingo, praia! Conhecemos a praia de moçambique. Bela, sem uma barraca para comprometer a paisagem. Estava frio...Rs...Manuela tocou a água salgada do colo do pai. Rs. Riu de tudo o tempo todo. Tentei fazer foto com ela e a água nos surpreendeu. Rs. E ela teve direito à foto na canga, também! Rs. Faltou o sol e o biquini da Manuela. Rs.

As fotos ficaram legais, também!








Ahhhh...Dia Bom!!! Depois continuo a escrever sobre a praia!

Beijos Gilda