domingo, 26 de dezembro de 2010

Feliz Natal!

Gente!

Estou devendo postagens, eu sei. Rs. Mas, nesse clima de fim de ano, eu me pego pensando e procurando tudo o que possa ser legal de fazer em casa. Para arrumar, deixar mais bonito. Agora com Manuela, então! Rs. Adoro! Rs.
E todo ano é aniversário da minha melhor amiga e madrinha da Manuela, a Sy! Mais motivos para celebrar! Rs. É aniversário da Cristiana, uma querida amiga, muito especial. É, os capricornianos são muito legais! Rs.
No ano passado, eu e uma amiga fizemos algumas bolas de natal de chocolate. Ficaram lindas e gostosas! E com direito a fita para pendurá-las na árvore de natal. Rs. Usamos chocolate branco e preto para fazer diversas combinações. Como eu não me derreto por chocolate, eu dei as bolas de presente. MInha vizinha ganhou, o Victor, Joice. Rs. Aliás, é um ótimo presente de natal aos amigos que adoram chocolate. Rs. É so guardar em caixas de presente bonitas e mais um presente de natal surgirá. Rs.
Ano retrasado, Edileusa, Teixeira e Victor passaram a ceia de natal conosco. Fiz biscoitos e os cortei com forma de corte de árvore, bota, bengala e boneco e arrumei na mesa. o Victor, na ocasião com 5 anos, passou a noite comendo os biscoitos e ainda levou para casa. Adorou! Rs. Eu já vi, inclusive, uma árvore de natal cujos penduricalhos eram exclusivamente biscoitos bem decorados. Ficou lindo! Rs.
Mas, nem eu nem Antonio somos muito fãs de biscoitos. Rs. E Manuela não come doces no dia-a-dia, às vezes biscoito maria. Então, até separei as formas para cortar biscoitos, mas nem fiz. Rs.
Para quem gosta de bolos, eu fiz mini cupcakes. Rs. Uma fornada de cupcakes de café, porque eu e Antonio gostamos e outra de chocolate. Assim, pude oferecer para Manuela, porque a porção era bem pequena. E ela adora os bolinhos!
Sem decoração, ficou fofo. Se decorar, então! Rs

À medida que escrevo, percebo que podia ter feito a postagem antes do natal...Mas, tem problema não! Ficam as idéias para o ano que vem, com bastante tempo para arrumar tudo, né? Rs. deixarei aqui na próxima postagem a receita das bolas de natal de chocolate, dos biscoitos e do bolinho de chocolate, tá?
Nesse ano pendurei vários bichos de pelúcia pequenos e médios na árvore. Mas, nossa árvore tem 1,80. É muito grande e é preciso muito enfeite para deixá-la bonita. Eu gostei dos penduricalhos desse ano. Teve cachorro com gorro de natal, papai noel, renas, bonecos de neve. Rs.

Comprei alguns presentinhos para Manuela. Foi um trabalho mantê-los sob a árvore. De repente, entre as brincadeiras, ela resolvia abrir um presente. E lá ia eu atrás dela dizendo tratar-se de presente do papai. Rs. Aí, chegou um velocípede pelos correios e com a embalagem original aparecendo...Rs..Ela chorou! Queria imediatamente o brinquedo. Tive que convencê-la que era do pai...Rs. No dia 23, de repente, ela decidiu que abriria um dos presentes. E chorou muito quando eu tentei impedi-la...Rs...cedi e dei-lhe o primeiro presente. Um livro com caneta, para ser preenchido varias vezes, porque pode ser apagado com a própria mão. Rs. Ela adorou! E tanto pressionou a caneta que no dia seguinte já tinha quebrado a caneta...Rs.
No mesmo dia 23 ficou pronto o poster que fiz para o Antonio. Ficou lindo! Com fotos que fizemos agora em novembro lá nas dunas de Florianópolis. Ele gostou muito do presente! Eba! Aí, quando Manuela viu o pai ganhando presente, correu a pegar outro presente sob a árvora para abrir...heeheheh. E ganhou o segundo presentinho. Um quadro magnético que se escreve com uma caneta própria e tem uns carimbos também. Escreve-se no quadro e depois move-se uma alavanca que apaga tudo. E a brincadeira recomeça. Rs. No dia seguinte...Rs...Já sabem, ela quebrou a ponta da caneta e agora só brinca com os carimbos.:)
Junto com o presente eu coloquei uma cartela de adesivo em alto relevo para Manuela colar na banheira. O tema é o mar. Ela ficou encantada. Fomos para o banho e lá ela colou todos na borda da banheira. Eu cuido para que ela não fique tirando os adesivos para colar em locais diferentes. Rs. 
Manú queria levar o quadro de escrever para o banho! Rs
No dia 24 pela manhã, Manuela pegou mais um presentinho da árvore..Rs...Um livro (até imagino Milena rindo: quem mandou nascer filha de professora? ahahahah), cujas imagens são completadas em feltro. Então, eu leio a história e vou indicando quais objetos pertencem à pagina lida. Muito bonito o livro.
Deixamos para a noite o último dos presentes, para ela ter algum para abrir à noite, né? Rs.
No dia 23 chegou o segundo presente do Antonio, mas combinamos de abrir somente no dia 24. De manhã ele já quis abrir...Rs...Comprei umas taças para cerveja de cristal com titânio. As mais resistentes do mundo. E mais brilhantes. Rs. Lindas! Chique, né? Importadas, alemães. Ele adorou! Saiu ainda pela manhã para comprar cerveja para estrear as taças. Rs. 

À tarde, Antonio começou a preparar a ceia. Todo ano fazemos uma comida diferente. Esse ano escolhemos massa. Antonio cozinhou um cochiglioni. Recheou com cogumelo, queijo camembert, e alcatra. tudo em tirinhas. Ele começou a tarde, por causa do molho vermelho, que ele gosta de preparar em casa, porque fica muito, mas muito melhor do que os prontos. Rs.
Fizemos algumas fotos diante da árvore, e registramos Manuela abrindo mais um presentinho. Rs. Uma senhora cabeça de batata. Rs. Ela já a chama de nenê e fica agoniada para colocar os olhos na sra. batata. Rs. Passei as fotos para o computador do Antonio. Daqui a pouco passo para o meu e completo a postagem, tá? Rs.
No café da manhã do dia 25 fiz rabanadas. Os dias foram lindos em curitiba, uma agradável surpresa. Rs. À tarde, saímos com Manuela. Rodamos pela cidade de portas fechadas, encontramos uns poucos lugares abertos. Fizemos un lanche bem gostoso e quando chegamos em casa, manuela dormia. Rs. Estávamos tão cansados que deitamos em seguida à Manuela. Rs.
Hoje, Antonio fez uma rosca de natal com cupuaçu, receita da mãe dele. Ficou bonita e gostosa. Rs.
Os presentes da Manuela foram todos para crianças com 02 anos, para estimular a coordenaçao motora, a descoberta das partes do corpo e a criatividade. Espero que sejam bem úteis para minha linda! E hoje separamos uns presentes dela para doação. Mas, ainda vou procurar uma bolona de plástico para ela. Ontem Otto mordeu e furou a que manuela tinha e com a qual brincava todos os dias. Rs.
A cada dia, ela e Otto ficam mais próximos. Esses dias, depois de passear com Otto, Antonio ficou com ele para eu arrumar sua casinha. Otto deixou Manuela acariciar sua lingua. Eheheheh. Já Cuzcuz é o cachorro da animação. Manuela não se sente segura para tocar nele, mas adora passear na frente do condomínio comigo e com Cuzcuz. Rs. E tem choro todo dia na hora de voltar pra casa...Rs.
Bem, espero que todos tenham tido um natal com saúde e alegria! Todo final de ano ficamos com a sensação da colheita daquilo que plantamos ao longo do ano. Que todos estejam satisfeitos com sua colheita!
Beijos e que 2011 seja um ano muito bondoso!
Gilda, Manuela e Antonio

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Ops! Rs. Fominha. Rs.Adora

Sushi de frutas! Hum!
 "Btatatinha bem quentinha, batatinha bem quentinha. espaghetti gostosinho, espaghetti gostosinho, bananhinha amassadinha, bananhinha amassadinha. Hum yummy yummy
Hum yummy yummy. Como tudo, como tudo."

Rs.
Menina-ovo. Rs
Adora um ossinho!Rs

Exagerando na vontade de provar! Rs.
Pausa para o lanchinho. Rs


quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Comidinhas da Manuela!


Oi, gente!
As postagens voltaram a ficar espaçadas...Desculpem, mas andem trocando mil emails com amigos daqui, porque um cão foi abandonado ou se perdeu e pulava aqui pela rua, feliz, sem saber de sua desgraça...Com os dias e semanas foi ficando cada vez mais triste e eu estou tentando encontrar uma casa pra ele...Muito triste, isso, né?
Como alguém pega um animal, começa a criar e depois o abandona? Como?
Mas, já consegui uma pretendente a dona do cão e espero conseguir essa semana uma casa pra ele!
Semana passada, pediatra. Rs. Consulta do mês. Rs. Manuela ganhou 600 gramas, parabéns! Rs. Está com seus 81 cm. Agora ela está colada no meio da curva padrão em peso e idade. Ela tem o ritmo dela, o jeitinho dela e a tabela é um comparativo, tá? Rs.
Quando Manuela chega na clínica já começa o choro...Rs...Quando vê o pediatra, é um horror...Rs...Mas, chora a pequena! O Pediatra ri, tenta agradá-la, mas é normal mesmo, porque ele olha ouvido, garganta, barriga, peso, altura etc...E Manuela detesta isso! E a maioria dos bebês acho, né? Rs.
Ela está em dia com as vacinas, tudo certo. Ele pediu que fizéssemos a vacina de hepatite A, porque eventualmente viajamos. De resto, tudo certo! E Manuela pegou minha bolsa e me ofereceu para podermos ir embora da consulta, logo que chegamos...Ahahahah. E pegou a bolsa que carrego suas fraldas, roupas e também arrastou para fora da sala de consulta...Ahahahah!
Nesse mês de novembro, o lanche da Manuela foi praticamente só frutas. Fiz saladas de frutas dia sim dia não. Sentávamos no chão diante do pote com salada de frutas e comíamos juntas. Muito bom! Mamão, banana, maçã, laranja, melancia. abacaxi, ameixa, melão, uva...
Essa semana fiz um peixe cozido (ficou delicioso!) com cebola, tomate, pimentão verde, ovo e Manuela comeu o triplo do que normalmente come! Loucura! Ahahaahahah
Ontem, Antonio nos presenteou com sua comida perfeita. Rs. Ele fez uma sopa de peixe ma-ra-vi-lho-sa! Uau! Rs. Peixe com tomate, cebola, a folha do alho poró. O caldo? Só meu amor para inventar. Rs. Ele cozinhou batatas com água, cúrcuma, pimenta branca, cominho e coentro. Ficou sensacional! Manuela também adorou! Rs.
Na terça, cmo chovia há 24h aqui e de dia fez 13 graus...de noite, ficou mais friozinho ainda...Eu fiz sopa. Rs. Beterraba, batata doce (amo!), batata, carne vermelha, cebola, tomate, alecrim, tomilho (ervas de provence) e caldo de legumes. Pronto! No frio, é o que aquece bem. Rs.
Ontem, fiz uma receita de pão. Essa receita já fizemos umas 5 vezes aqui em casa. É perfeita! Juro! Rs. É de um livro de tecnicas de padaria que dei para meu personal padeiro: Antonio. Rs. Ele só fez essa receita até agora, porque foi a primeira que ele fez e gostamos tanto, que sempre a repetimos. Rs. Manuela também adora! Rs.
Eu fiz meia receita:
500g de farinha de trigo; 10 gramas de sal; 50 gramas de açucar;
meio pacotinho de fermento instantaneo seco (8gramas +-).
Importante: em receitas de doces ou salgados, sempre se peneira os ingredientes secos. Não precisa peneirar o fermento instantaneo.
Então, na batedeira você peneira os ingredientes secos, junta o fermento, e coloca 300ml de água morna (não pode ser fria nem quente, ou matará o fermento!). Bate na velocidade 1 da batedeira por 5 minutos.
Depois, você junta 50 gramas de manteiga sem sal aos poucos, em pedaços (não pode ser manteiga gelada, ok? temperatura ambiente). bate na velocidade 2 por 15 minutos. Pronto! A massa fica linda, lisa, e não gruda na mão! Você pode deixar a massa no bowl da betedeira, cobre com plastico filme, e deixa crescer por mais ou menos 1 hora e meia.
A massa vai dobrar de tamanho e aí, você a divide em pedaços, abre como se fosse fazer pasteis e amassa com a mão para tirar o ar, e então, modela rolinhos apertados, porque essa receita é para os pães de hot dog (pães tipo viena). Então, você os coloca em uma assadeira untada e deixa crescerem mais 1 hora...É, quem nunca fez pão, não gosta da espera, mas quem faz essas delícias, não tem problema em esperar. Rs.

olhem como ficou alto, fofinho!

Os pãezinhos vão dobrar de tamanho e aí, você os assa no forno a 200 graus (já pré-aquecido) por 20 minuos mais ou menos. Até ficarem dourados. Rs. É legal antes de colocar no forno, você pincelar uma gema sobre os pães, porque ela dá uma cor muito linda aos pães! Rs.
Quando Antonio chegou, abriu a massa, fez os rolinhos pra mim, e depois pincelou a gema. O pão ficou sensacional! Nota 10! Depois que Manuela dormiu e ficamos assistindo tv com uma manta nas pernas por causa do frio, pegamos nossos pãezinhos e lanchamos. Rs. Antonio adorou o pão!
Atenta ao DVD. Rs.
Vou fazer foto deles e postar aqui, tá? Rs.
Quem fizer não se arrependerá! Eheheheheh
Hoje, Manuela jantará sopa. É, tem um alho poró aqui, abóbora e batatas...Gente, a sopa de abóbora, batata e alho poró é maravilhosa! Hum! Rs.

Meu primeiro bolinho de chocolate-feito pela mamãe

Ainda nessa conversa cheirosa de cozinha, ontem, fiz 10 cupcakes de chocolates para Manuela levar na escola...Rs...Nas forminhas de cupcakes vermelhas, ficaram lindos! As professoras agradeceram e todo mundo tomou café com bolinho de chocolate. Rs. Como Manuela come de forma saudável todos os dias, falei para a professora para ela participar do lanche de bolo. Rs.
Beijos!
Gilda


segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

A minha parte!

Gente,
estou aqui ajudando, apoiando, fazendo a minha parte, porque acreito que cada uma pessoa tem que mudar sua conduta, seu pensamento, seus espaços de reflexão, para que o mundo possa ser melhor e até, haver chance para que as gerações da minha família, que minha filha ajudará a dar continuidade, possa ter condições dignas e boas de vida!
Recebi do setor de comunicaçao do Ministério da Saúde o selo da campanha de amamentaçãoe quero que vocês vejam, possam copiar, e enviar aos amigos, homens e mulheres, porque os pais podem começar a mudar o Brasil, permitindo que seus filhos mamem no peito no mínimo até os seis meses de vida! Vamos lá?
Fiquei muito feliz de meu blog pequenino ter sido localizado para ajudar. Então, vamos ajudar? Repassem essa ajuda aos bebês! Sem contar que o selo é bonito e o fundo até combina com meu blog. Eheheheh
Não acharam bonito o selo? Eu achei! Vou postá-lo no corpo do meu blog, ainda. 
Eu vejo o numero de visitas ao blog, mas não recebo quase comentários. Eu queria saber o que acham do blog. Críticas, tudo bem! :)
Vamos lá, gente! :)
Ah, sem notícias da pequena Emily que nasceu há pouco! Ahhh. Espero que esteja tudo bem! :)
Beijos!
Gilda

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Continuando a Revisão

Vamos continuar a revisão do que comprei, ganhei e usei nesses 18 meses?
Berço da Manuela, a barra lateral desce, quando destravada
Berço: Mandamos fazer o berço em madeira. Ficou lindo pintado de branco.  Vantagens? É o padrão americano, maior que o nacional. É realmente resistente, vai servir para meus próximos filhos, não é frágil. Eu escolhi o modelo e ele custou mais barato do que os de MDF, frágeis, que balançam por tudo.
Manuela já começou a transição para a cama...Rs...É, ultimamente ela tem deitado na cama, e fica falando que quer nanar...Rs...Então, encostamos o berço (que tem rodinhas), ao lado da cama, travamos suas rodinhas, e ela adormece ali. Normalmente, Antonio é que tem ficado com Manuela até seu adormecer. Ele, então, a passa para o berço. Mas, ela se mexe muito no berço e quando fica deitada com a cabeça na lateral do berço e os pés na outra lateral, fica bem apertado...Rs.
Já estou pesquisando na internet as grades de segurança para colocar na cama e fazer a transiçao de Manuela para a cama.
Tentando prender o cinto para passear logo! :)

Vamos mamãe! :)
Carrinho: nós escolhemos a modelo, mas a madrinha da Manuela, minha querida amiga symonne, insistiu em presenteá-la. Rs. O carrinho é excelente mesmo. Ando aqui pelas ruas próximas de casa, para comprar pão ou alguma fruta, e levo Manuela comigo. Eu a carregava no sling quando ela era menor, mas como aqui na rua e nas próximas tem ladeiras...Rs...Eu tenho optado por levá-la sempre no carrinho. Manuela? Antes, ela se irritava demais com o carrinho, porque queria andar...Rs...Mas, não negociávamos isso, ela ia no carrinho, pronto, e logo, logo, esquecia de reclamar. Agora? Manuela pede para sair com o carrinho todos os dias...Rs...Ela enconsta no carrinho e diz "bumbum?" que quer dizer "brumbrum"...Ahahahah. Ela sabe que se sentar no carrinho irá passear, então, é todo dia pedindo! Rs. O carrinho dela é ótimo de usar, mesmo nas ruas daqui do bairro em péssimas condições, cheias de buracos e com muita trepidação. O carrinho fecha como guarda chuva e pode ser usado desde recém nascido. No nosso carro, por exemplo, ele fica em pé, num canto, ocupando pouquíssimo espaço. Muito importante isso! Para shopping, supermercado, todo lugar levamos o carrinho e o sling.
Todo mundo junto na cozinha :)
Brincando com o Sling. :)
Sling:  Amo! Manuela anda nele até hoje. Porque a minha pequena, já  pesando mais de dez quilos, está bem pesada. E com o sling fica muito mais leve de carregá-la! Rs. Claro que agora ela vai sentada, e fica de frente para mim, brincando comigo, interagindo. Muito legal! Temos dois, um bege e um cor de uva, porque por muito tempo usamos com muita frequência e é algodão, lavávamos com frequência. Mas, só um já pode dar conta. Mas, Manuela estranhou nas primeiras tentativas. se você desistir de dar hábitos aos seus filhos por cada reclamação do seu bebê...aí, você dirá que "ele manda em você", que horror! Porque há uma preguiça de criar rotina, dar bons hábitos ao bebê, ensiná-lo a dormir, comer, brincar...É, ensinar é uma atividade que exige tempo e disposição! Mas, quem quiser, continue repetindo "Mas, ele não gosta...Mas, ele não come, mas, ele não aceita"...É mais fácil...Mas, seu bebê não sabe que o sling é uma rede deliciosa, que ele fica sentindo o cheirinho da mãe, que a amamentação é perfeita ali...Quando ele souber...Hum! Não vai querer sair do sling! Rs.
Hum, nesse momento não lembro de tudo o que Manuela usou e foi útil, mas estou olhando fotos em busca de mais elementos. Quem quiser saber de algum ítem específico pode comentar aqui, porque eu reponderei, sim?
Beijos
Gilda


quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Papai! Papai!

Gente...Rs
Essa semana lembrei intensamente da tia Denise contando que a Gabriela não esconde da mãe a preferência pelo pai...Rs.
Manuela passa os dias inteiros chamando pelo pai...Pega o tênis e diz: "é papai"; olha os DVD`s do pai e diz: "é papai". Rs. Já carregou uma blusa dele para o jardim! Rs. Carregava e repetia: "é papai". Rs. E assim passamos o dia...Rs...
Quando chega perto da hora do pai chegar em casa, todo barulho na frente do condomínio chama sua atenção. E quando o pai chega, ela corre, dá gargalhadas, muitas vezes, foge para brincar de esconde-esconde com ele...Rs...É uma farra! Rs.
Mas, quando o sono bate, quando ela quer alguma coisa que o pai não entende o que ela tenta dizer...Ela corre para a mãe dela! Rs. Claro, né? Antes ela nem sabia que eu era uma pessoa distinta dela, e mamava, recebia cuidados de mim o dia inteiro. Rs.
Pela escola de Freud, Manuela passou pela fase oral, que vai do nascimento aos 18 meses. É uma fase difícil, em que o bebê inicia a vida pensando que é o centro do universo, é egoísta, não conseguindo nem perceber diferença entre si mesmo e sua mãe..E os meses que seguem em que ele percebe que a mãe é outra pessoa, separada, e que, inclusive, não lhe oferece mais o peito, seu querido peito...
A partir dos 18 meses até os 3 anos e meio é a fase anal. A criança vive o processo de controle dos esfincteres. É nessa fase que o superego se forma. A criança interioriza os "nãos", confia ou não no amor dos pais, testa sua autoridade. especialistas dizem que ela testa o amor...A relação dos pais, a coerência nas ações dos pais...É no fim dessa fase que a criança começa a viver o complexo de Édipo/ Eletra. Os meninos desejam a mãe (como em Édipo, que, assassina o pai, que desconhecia, e se casa com a mãe, fato que também desconhecia) e as meninas, o pai (Eletra, que ajudou a matar a mãe).
Na fase atual da Manuela, a criança diferencia os gêneros, percebe a relação dos pais, e estabelece relação distinta com o sexo que lhe é oposto.
a fase que se segue, e onde o complexo de Édipo aparece, é chamada de faze genital ou fálica. as crianças percebem seu corpo, sua sexualidade, o que será objeto de atenção pela própria criança lá na adolescência.
O desenvolvimento emocional da criança pode não acompanhar muito bem as fases pelas quais passa, não deixou de ser observado por Freud. a criança pode insistir em ser dependente, servida por todos, ou é agressiva para conseguir o que quiser, ou ainda, pode ser uma pessoa mais isolada. Mas, o que escrevo aqui é bem superficial diante de tudo o que pode ser dito sobre a formação das crianças. É só um comentário meu, porque não há aqui espaço para falar de Freud o suficiente. Entretanto, é uma boa leitura recomendada a todos.

foto feita hoje, da minha pequena, bebendo água, enquanto eu arrumava a bolsa dela para a escola. Rs. Os cabelos precisam de corte...Rs...Ela engordou visivelmente esse mês. Rs. Também! Uma manga inteira de lanche é pouco? Rs. Meio litro de leite ontem! Rs. Mais gelatina, pão, ovos de codorna e lanche e almoço na escola. Rs.
Ela tem cantado muito! Ontem, ela pegou uma boneca de espuma rosa, que a Ana Massoti deu pra ela, deitou no tapetinho de E.V.A., e folheando um livrinho, cantou "nana nenê" para a boneca. Lindo! Rs.
Sem contar o "aiaiai nenê" que ela repete aqui, rindo, de vez em quando. Provavelmente, ela está imitando alguma das educadoras da escola. Rs. É ela fazer alguma coisa engraçada que diz "aiaiai nenê". Eheheheheh
E como está independente! Rs. Come sozinha, dos lanches às refeições principais. Senta à mesa conosco e bebe seu leite, come um pouco do meu pão, arranca um pouco do pão do pai dela, exige "mais! mais! maiisss". Eheheh.
Aiaiai. Rs.
É isso aí, é continuar acompanhando o desenvolvimento emocional da minha pequena Manuela.
Beijos!
Gilda

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

músicas...

Gente, oi!

Quando eu estava grávida, ouvi algumas músicas para Manuela. Rs.
Quem tiver curiosidade procure na internet os vídeos, porque as melodias são bem bonitas, também.
Eis:
Ventania - Pedro Mariano
Dançando. Rs.
Ela chora tempestade
então chove lá fora
nem mesmo ela sabe
como que controla
pensamento é furacão e vento
ela canta sinfonia
amanhece o dia
ela sonha
nasce a fantasia
ela apronta outra ventania
ela muda o tempo
ela inventa a hora
ela faz historia
em cada momento
ela muda o tempo
ela inventa a hora
ela faz historia

em cada momento
por isso é ela
meu vento é ela
eu perto dela

meu tempo é ela
Comentário: linda música, perfeita na voz do Pedro! Tudo a ver com o que o bebê provoca em nós durante a gravidez...Do bem estar ao mau humor, à sensibilidade, quase um comando...Rs.

So she Dances - Josh groban


Minha Baila-linda! Rs

A waltz when she walks in the room
She pulls back the hair from her face
She turns to the window to sway in the moonlight
Even her shadow has grace
A waltz for the girl out of reach
She lifts her hands up to the sky
She moves with the music
The song is her lover
The melody's making her cry
So she dances
In and out of the crowd like a glance
This romance is

From afar calling me silently
A waltz for the chance I should take
But how will I know where to start?
She's spinning between constellations and dreams

Her rhythm is my beating heart
So she dances
In and out of the crowd like a glance
This romance is
From afar calling me silently
I can't keep on watching forever
I give up this view just to tell her
When I close my eyes I can see
The spotlights are bright on you and me
We've got the floor
And you're in my arms

How could I ask for more?
So she dances
In and out of the crowd like a glance
This romance is
From afar calling me silently
I can't keep on watching forever
And I'm givin' up this view just to tell her
 
Comentário: Eu amo o Josh Groban! Amo toda e cada música que ele canta. O que dizer a mais? Rs. Essa música, particularmente, escutava muito no carro. Começa como aquelas músicas de caixinha com a bailarina dançando, sabem? O clipe é lindo, também. Escutei muito "oceano" do Josh, mas, porque me faz muito bem escutar aquela música...Rs.
Meu Presente!
 Ítalo Villar - Presente de Deus

Presente de Deus
Quando você nasceu
Encheu de luz nossa casa
E tudo mudou com você aqui
A casa, os risos e as preocupações
E até o jeito de sermos felizes
Porque você chegou
Eu vi o rosto de Deus brilhando
Quando olhei o seu
Me dizendo, sem palavras
Que o mais bonito é amar assim
Deixando Deus amar primeiro
Do jeito que Ele ensinou
Quando nascemos
Repartindo o sentimento de felicidade
Pois fomos feitos para sermos amados
E foi olhando você
O presente mais bonito
Que reaprendi a ser mais gente
Você, criança
Me fez voltar a ser criança

Comentário: Essa música é muito bonita. É simples e diz coisas lindas! Vale a pena conhecer a música do Ítalo Villar. Muito sensível, e uma voz linda!
Beijos e boa música!
Gilda

terça-feira, 16 de novembro de 2010

revisão do enxoval da bebê um ano e meio depois! Rs

Gente...
Vamos lá!
Nós temos aquelas embalagens plasticas a vacuo, sabem quais são? Pois é! As roupinhas tamanho P, PP que não rasgaram ou mancharam, guardamos ali para um próximo bebê.
Manuela teve meia duzia de roupas PP e teve modelo que só coube na primeira semana. Minha opinião? Não comprar. Ah, o tamanho P fica um pouco folgado, mas veste direitinho. E Manuela não foi das maiores bebês, se o bebê for mais gordinho, já nem vai usar PP...
Manuela usou P por meses. Foi muito útil.detestei os macaquinhos com pés...Fica folgando no pé e quando veste perfeitamente nos pés, a roupinha já quase não cabe mais no bebê. É chato, inclusive, para trocar o bebê. Dispenso todos! Duas peças acho muito mais prático para a troca, e se vazar, é só trocar a calça.
Fraldas, também. Teve modelos de fraldas que só vazavam...Eu os usava para troca de fraldas durante o dia e a noite, só os modelos que eu considerei mais seguros. Eu já havia eleito a pampers por ter escutado papais e mamães. Mas, ganhamos outras marcas, também, e foi bompara comprovar minha escolha. Rs. e Também por optar mais para agora, pelo uso da fralda da turma da mônica, também. Mas, no tamanho P e quase todo o M, fiquei com a pampers. Já no fim do tamanho M em diante, fiz uso conjunto das duas marcas de fraldas.
Uma dica: tenha sempre um pacote de fralda em tamanho maior do que a que o bebê usa, porque quando ele está quase no peso para a troca de tamanho, pode já ser interessante experimentar o modelo maior para evitar vazamentos indesejados! Rs.
Luva baratinha do largo da ordem.Boa!










Luvas e gorros: O menor modelo era enorme na cabecinha da minha Manuela...Foi bem inútil...As luvinhas ela até usou um pouco, mas, quando eles aprendem a tirar a luva...Rs...não parará mais nas mãos dela...Rs
Meias: em geral, não vi modelos ruins de meias, sabe? Manuela usou todas bem, só não inventaram meias que não fiquem encardidas por bebês danados! Eheheheheh.
Toalha fralda: Ixi! Gente, comprei duas caixinhas, ganhei muitas e muitas. E usei pouco...Manuela tinha trocador pra ela, com alcochoado plastificado. Não colocava toalhas embaixo. No primeiro mês e meio até a enxugamos com toalha fralda, mas depois ficou bem mais prático com toalha com capuz para bebês. Vi mamães usando toalha com capuz para bebês desde as primeiras semanas.
Manuela ganhou toalhas de tamanho médio, uma única amiga que nos deu, mostraram-se as mais práticas porque eu as colocava na sacola da manuela e carregava por todo lado, e até hoje as uso. Mas, aquelas grandes, acho que 5 no máximo já dão conta do recado. Rs.
Lençol de berço: Manuela ganhou 1 conjunto de malha, e eu comprei 2 conjuntos. Acho que é o suficiente. Usa-se um, lava-se, dá tempo de lavar e secar e ter um avulso para imprevistos. Estamos em Curitiba, não é como Belém que eu lavo e no fim da manhã já está tudo seco...Rs...Eu tenho que escolher um dia bom para lavar e secar, ou a roupa nao seca e fica com cheiro desagradável, o que me leva a lavar tudo de novo...Prefiro o lençol de tecido e o de percal como eu comprei. Malha sempre me gera desconfiança, porque adoram encolher e tambem, o percal é muito mais gostoso no toque. Na feirinha do largo da ordem tem modelos lindos!
banheira c/suporte.
meu banho preferido! Rs
Banheirona!
Banheira: Compramos aquela banheira com suporte. Foi cara. E virou um trambolho...Aff! Nas primeiras semanas usamos a banheira e o tummy tub. Depois, ficou só o tub mesmo. Manuela adorava! Relaxava, e curtiamos muito o banho ali. Rs. A banheira ficou de lado...Com quase seis meses o tummy não deu mais e Manuela passou a tomar banho conosco no chuveiro ou na banheira da casa mesmo. Pronto! Ela ama as duas formas de tomar banho! Todos os dias é dia de banheira. Faço banho de espumas para nós duas e brincamos muito na banheira! A dos adultos, não a de crianças, que não foi bem útil para nós...Rs.
Higiene: Compramos uma garrafa térmica média, colocamos gases no trocador da Manuela e ela é limpa com água morna/fria e gazes ou algodão. Temos lenços umedecidos? Sim, temos. Para sair de casa, viajar. Ok? Fora dessas hióteses, gazes com água. Recomendação pediátrica. Eu comprava os lenços mais baratos, nem pensava em usar aqueles que custam quase 10 reais. Aí, Manuela ganhou um daqueles...Rs...Para quê? São excelentes, realmente! Eu usava 6 ou mais lenços do modelo mais barato para limpar Manuela. Já com o modelo mais caro, limpo Manuela com 2 ou 3 folhas...Rs.
mantinha de sapo!
Olhem como o edredon da Manuela é fofo!

Mantas: Encontrei na zelo umas mantas muito fofas. A rosa é a porquinha. O verde é o sapinho. Eu dei uma de presente para o Pedro henrique. Todo mês ia na zelo e comprava uma diferente! heheheh. Manuela tem ainda a branquinha de ovelhinha. É quente, fina, e muito gostosa! Manuela usa até hoje. Estive na elo para dar de presente ao Pietro e à Ana Beatriz e não vi mais à venda...Uma pena! E o preço era bem bom.Também comprei na zelo um edredon com ziper, para fazer um pacotinho da Manuela. Bem legal, mas ela nao gostou muito. Rs. Eu comprei também, na MMartam, um edredon solteiro, dupla face e lá na loja mesmo, eles mandam pra fabrica para transofrma-lo em dois edredons! É excelente! São enormes e quentinhos! Um deles coloquei o nome dela e levo para a escola. O Outro fica no berço dela. Melhor do que pagar caro por mantas pequenas nas lojas, que nem acompanham o crescimento da criança. Na época custou uns cem reais, e é muito superior a essas mantas infantis que custam em torno de 50 reais (uma)...

Gente...Rs
Preciso ir, mas continuarei essa postagem!
Beijos
Gilda

Até tu, mamadeira?

Gente, para tudo!!!
Fiquei passada esses dias...Muito!
E irritada, também, por não ter desconfiado nunca da mamadeira...É, dela mesma! Rs
Essa semana eu pesquisava na internet sobre os dentes, porque Manuela está ficando arredia a escová-los...Está realmente difícil!
E não é que descobri que a associação americana de medicina só recomenda a mamadeira até o primeiro aninho de vida? E que muitos pediatras no Brasil e principalmente, dentistas, recomendam o mesmo?
COMO o pediatra da Manuela nunca falou comigo sobre isso? E pelo jeito com muita gente, porque o que mais vejo é criança com 2, 3 anos fazendo uso da mamadeira...
Gente, a partir de um ano a chupeta e a mamadeira começam a intervir negativamente na fala da criança. Li um artigo de uma fonoaudióloga explicando todos os pontos negativos do uso da mamadeira para a dicção da criança...Alguns profissionais estendem o limite de uso daqueles produtos até os dois anos. Mas, eu nunca nem tinha ouvido falar nesse tempo limite!!
No site "www.aleitamento.com", de uma clínica interdisciplinar de amamentação, fonte importante de consulta a todos os interessados em saber mais sobre alimentação do bebê, encontrei informações preciosas:
1. O bebê nasce com a mandíbula muito pequena em relação ao maxilar, e seu crescimento adequado se dá por estímulo da sucção do peito da mãe. Quando o bebê mama no peito aprende a respirar corretamente pelo nariz e previne amidalites, pneumonias etc. Além desses benefícios, mamar no peito é o ideal para que o bebê tenha musculos firmes da faze que o ajudarão a falar melhor mais rapidamente e a mastigar melhor, também. Outro benefício é o alinhamento dos dentes, evitando os aparelhos ortodônticos no futuro;
2. A mamadeira causa o que os especialistas chamam de confusão de bicos, porque o padrão de sucção do aleitamento materno e o da mamadeira são diferentes, causando o prejuízo ao aleitamento materno. Especialistas recomendam, assim, que o leite artificial seja oferecido em copos, colheres etc. O site aponta, também, os prejuízos do uso da mamadeira: prejuízos na língua (deglutição), na fala, alteração no alinhamento dos dentes, prejuízo na respiração e na face do bebê, cáries...
3. O ato de chupar chupeta e o de chupar o dedo e roer unhas são associados ao uso da mamadeira, prejudicando a fala, a respiração e os dentes;
Há uma certa concordância geral de que, a partir do momento que a criança começa a mastigar, a sucção não é mais necessária, tanto que aos dois anos é o limite assinalado por profissionais para que a criança pare de mamar no peito ou largue a mamadeira.
Mamar à noite? Hum...Ocorre com alguma frequência de escorrer leite para o ouvidinho da criança e ela faz uma otite...Ou mesmo, não escova os dentes depois e começa a ter cáries...
Chupeta e mamadeiras amigas? Hum...O céu da boca começa a ficar para cima, a criança começa a ter distúrbios de sono, de respiração, roncar...
Sem contar o que os médicos são unânimes: criança com chupeta é infantilizada, insegura, mais chorona...Um amigo nosso médico diz que já estabeleceu um padrão de atendimento clínico quando a criança tem chupeta: ela vai agarrar a mãe, chorar, dificultar a consulta e demorar o dobro do tempo do que uma criança sem chupeta...Ele diz que nunca viu nas consultas uma criança que excepcionasse aquele padrão...
Para algumas crianças a chupeta equivale ao cigarro para o adulto...É um vício que os pais estão oferecendo para seus filhos, comprejuízo emocional, motor, respiratório etc. E depois, os professores conseguem com alguma facilidade que a criança não use a chupeta na escola, porque lá a criança é estimulada, tratada da forma correta para sua idade. Quando ela chega em casa, os pais querem retardar o que podem o furacão que é uma criança em desenvolvimento: ela corre, fala, canta muito, ri, grita, chora alto...Desculpem, mas o que dizer duma chupeta na boca de uma criança que já fala, canta, interage? Nada, né? ...
Voltando à mamadeira...aff, até a mamadeira...Rs...Como eu não fui orientada sobre todos os problemas da mamadeira, deixei Manuela fazer uso dela até anteontem...É! Na hora que li sobre isso, tirei a mamadeira...Claro, o pai acha que não é assim e ela pode ficar com a mamadeira até os dois anos...O que eu fiz? Rs. Ofereci o leite no copo e ela tomou tudo, ontem, hoje...Já disse para o pai que ela aceitou e ele ofereceu o copo também. Ufa! Rs.
Vou falar com o pediatra dela sobre isso...Mas, não retroage no tempo, né? Já tirei e o que me consola é que Manuela fez uso da mamadeira uma vez ao dia dos 6 aos 12 meses. Porque ela mamava no peito e complementava com o leite artificial, conforme o dia e a minha produção de leite. Quando eu voltei a ter mais leite, ela pouco complementou. A partir do aninho dela, eu passei a oferecer o leite artificial 2 vezes ao dia, porque estava muito difícil ter leite em quantidade...
Enfim, se é mais um consolo...Rs...Eu usei uma mamadeira cara, se comparada com os modelos mais baratos vendidos, com registro de premiação por evitar refluxo e também não causou a confusão de bico, de que falei anteriormente.
Manuela ganhou vários modelos, mas usando vários, preferiu o modelo da AVENT. Em Belém, agora em julho, esqueci a mamadeira, e saí a procura do modelo de mamadeira da Manuela. Não encontrei, mas havia o da Chicco, com bico semelhante e Manuela fez uso com gosto. E todas já estão lavadas e sem função, agora...Rs
É isso aí, gente...Ainda refletindo sobre isso tudo...Rs...
Tchau!
Gilda

terça-feira, 9 de novembro de 2010

É tempo de aprontar, Manuela! Rs

Genteeee
Rs
Em todos os fins de dia estou muito cansada...Rs
Minha pequena Manuela está muito danada. Rs. Se eu me abaixo para buscar algum brinquedo dela sob um móvel, ela sobe nas minhas costas...Rs...Se eu sento perto dela, ela logo começa a brincar de esconde-esconde...Rs...Se eu me afasto, ela abre o móvel da sala de jantar e começa a tirar de lá os hashis, potinhos, formas de muffins, fitas...Rs...Mais um pouquinho e ela começa a pegar minha mão e me levar até a geladeira "papá", "pé" = suco, "ága" = água, iogurte, queijo branco, gelatina...Rs...E assim vai...Rs...
Ela está querendo falar Manuela! Rs. Por enquanto ela imita os sons do nome dela: "auela" ...Eheheeheh
E, ultimamente tem sido assim: "adê a bola?", "olha a bola", "do nenê"...Rs...
Diante da escola, Manuela diz: "cola" e "nenê"...Rs.
E, Manuela olha pra mim, e abre a boca fazendo ar de surpresa para cada novidade que ela vê ou que ela fez...Rs...E vem pra mim e me beija, e vai ao pai dela e o beija. Rs.
Ontem, ela optou por ficar rolando no chão da sala comigo, brincando, se jogando, gargalhando...Rs..Eita fase gostosa da nossa vida! Podia ficar a lembrança disso para nossa fase adulta! Rs.
Nos dias que a amiguinha dela, de mesma idade técnica (Júlia nasceu seis dias depois de Manuela, após 40 semanas de gestação. Manuela nasceu com 39 semanas e 1 dia. Logo, completaria 40 semanas no dia do nascimento de Júlia. Rs), Manuela aprontou muito e acabou por influenciar a Júlia, que é bem mais calma e comportada! Rs. Manuela jogava água na Júlia e no banheiro todo durante os banhos na banheira. Júlia se incomodava no início, mas depois já arriscava imitá-la...Rs. Manuela subia na esteira, brincava, levava brinquedos para a esteira e Júlia foi junto! Rs.



Nessa fase mais agitada da Manuela, tenho cantado muito com ela. É um "lálálá", "lelelê", "aaahhaahhh", na volta da escola, antes de dormir, no banho. Rs.
Já os livros, apesar dela folheá-los o dia inteiro, adorá-los, ela gosta de folheá-los, apenas. A leitura ainda não prende sua atenção. Mas, algumas vezes ao dia, eu sento Manuela no meu colo para folhearmos um livrinho. Agora, ela já pega algum livro dela, me empurra para eu deitar no chão. Ela, então, senta na minha barriga e abre o livro para folhearmos juntas. Rs.
Postagem de descontração total! Rs.

domingo, 7 de novembro de 2010

Curiosidade sobre vacinas...

                "Farinhar bem, derramar a canção
                 Revirar trens, louco mover paixão
                Nas direções, programado e emoldurado
               Esperarei romântico"...Marisa Monte...


Gente,

Nasceu a Emily, linda Emily, filha da mamãe Anne e do papai Allan, uns queridos para mim! Bem vinda, Emily! Parabéns à irmã da Emily, a pequena linda Louisa!
Hoje escutei um dvd da marisa Monte e fiquei cantando para a Manuela...Rs...E como é linda a "Maria de verdade"! Como Maria é cantada com beleza por Marisa!
Algo acontece quando Carlinhos brown compõe para a Marisa...Mistério...Rs...Só sei que é linda demais a canção...Por isso, ela está na postagem hoje, tá?
Dedicada à pequena Emily, porque o nascimento é um derramamento de emoções, uma forma de acontecer da paixão, é amor. 
Maria, marisa, Louisa, Emily, Manuela, Pedro, Thiago, matheus, João, Pietro. Amor.
Bem, vamos à minha dúvida cruel, mas sobre a qual eu já encontro algumas pistas...Rs.
Um casal de amigos esteve conosco por uns dias e comentou que as vacinas em clinicas particulares usam o virus morto e nos postos de saúde a vacina seria virus vivo, atenuado, e que por isso, a vacina em clinicas particulares seria mais segura...Eu normalmente não confio nessas conversas, mas foi a pediatra da filha deles que disse tal coisa...
Poxa, fiquei com isso na cabeça...Dois pediatras atenderam a Manuela logo no início da vida dela, conversaram sobre vacinas, e nenhum fez aquela ressalva...Nem nesses meses todos!
E agora, José? Rs
Se eu disser para vocês que por duas ocasiões tentem acessar documentos válidos na internet, informações de clínicas de vacinação e nada...Nada sobre essa questão!
Nem em sites das clínicas, nem em informações gerais de vacinação. Encontrei, inclusive, um texto polêmico, desassociando as vacinas da prevenção às doenças...Em uma análise histórica, há registros de que algumas doenças foram drasticamente reduzidas antes mesmo da vacina ser produzida...O motivo? melhora na higiene, ora pois! Rs. Desenvolvimento de remédios, também. Mas, essa leitura não levei adiante, porque, apesar de muito interessante, afastava-me em demasia do que meu objeto de curiosidade.
Hoje, alguns dias depois que comecei a escrever essa postagem, recebo o boletim da crescer como que lendo meus pensamentos e esclarecendo 5 curiosidades sobre vacinas...Rs...E explicou melhor o que eu encontrava de forma confusa e pouco confiável na internet. Que algumas vacinas são produzidas com o vírus vivo atenuado, e outras não. Então, não é o caso de afirmar que as vacinas particulares são feitas com vírus morto, porque a conversa não é por aí...
Claro que eu ainda não posso afirmar o que acabei de dizer. Essa semana Manuela deve fazer algumas vacinas, uma delas disponível apenas em clínicas. Então, apreveitarei para tirar minhas dúvidas.
Sim, porque além da questão do vírus morto ou atenuado, há a afirmação daquela pediatra de que a vacina com o vírus atenuado gera o risco da criança ter a doença justamente porque foi vacinada...Eu encontrei na internet um texto que informava haver uma discussão médica sobre isso. Há os que defendem que os vacinados com vírus atenuado tem mais chance de ter a doença contra a qual a vacina se destina a prevenir; e, por outro lado, há os que defendem que a incidência das doenças nos não vacinados ou nos vacinados com vírus morto é igual à dos que receberam vacina com vírus inativo...Boa dúvida, penso eu...
Quem puder ajudar a esclarecer as minhas dúvidas, eu agradeço muito!
No boletim da crescer que recebi informava, também, que as vacinas de catapora, rubéola, sarampo e caxumba são produzidas com o vírus atenuado, e que a de gripe é feita com o vírus morto. Como a vacina de catapora só é feita em clínicas particulares, cairia por terra o primeiro argumento da pediatra da filha dos meus amigos. Mas, preciso saber mais sobre isso! Rs.
Quem puder, me ajude!
Eu sempre tenho assuntos me atropelando...Rs...Preciso escrever mais!
Beijos,
Gilda
Welcome Emily!!!!

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Só a baliarina que não tem...Rs

Procurando bem
Todo mundo tem pereba
Marca de bexiga ou vacina
E tem piriri, tem lombriga, tem ameba
Só a bailarina que não tem
E não tem coceira
Verruga nem frieira
Nem falta de maneira
Ela não tem...
(Chico Buarque - Ciranda da bailarina)

Eu não disse que a Manuela tem! Eheh! Só estou cantando...Rs. 
Mas, é o seguinte, o pediatra da Manuela achou por bem passar o remédio para vermes. Segundo ele, além de ser bom nessa fase, temos cachorros em casa, o que seria um fator a ser considerado.
Tenho lido sobre o assunto. Até os seis primeiros meses de vida, dificilmente um bebê tem vermes. Claro que isso se aplica aos bebês que mamam no peito, porque os que usam mamadeiras e chupetas já estao expostos às situações propícias às verminoses desde cedo.
Todo mundo sabe o que pode acontecer quando nossos bebês engolem areia da praia, terra, colocam todo e qualquer objeto na boca...Rs...É uma imundice que, com as devidas proporções, ocorre com a criança descobrindo o mundo, tocando, sentindo areia, terra...Rs
O parasita mais comum é a lombriga, que fica no intestino e rouba dos nossos bebês muitos dos nutrientes que tentamos dar a eles.
Eu sempre quis saber mais sobre o que pode acontecer à criança com verme. Pois, além de não ganhar peso, ela pode ter cólicas, diarréia, prisão de ventre, náuseas, fraqueza, falta de disposição. A barriga da criança pode inchar. Compromete, enfim, o desenvolvimento da criança...
Enquanto a lombriga cresce, tem um outro parasita - oxiurus, que é muito pequeno, mas também rouba nutrientes. Esse é visivel no cocô. Seus sintomas? Coceira na vagina e ânus, corrimento, enjôos, tontura, vômito, cólicas e sono agitado. Li em um site de biologia que quase todo mundo tem esse parasita...Argh! Rs.
É, porque parasitas não são privilégios das crianças. Adultos e crianças tem aos montes...Rs.
O que fazer para evitá-los? A melhor solução do mundo para a maioria das infecções humanas! Ainda não sabe? LAVAR AS MÃOS SEMPRE, limpar utensílios de cozinha, brinquedos da criança, a comida, tudo bem limpinho e lavadinho. ALCOOL GEL, GENTE!
Eu sei o quanto isso é complicado com crianças, porque a velocidade com que elas agarram tudo, soltam tudo, o tempo todo é enorme. E, agora, na escolinha, mais difícil ainda saber se a professora consegue dar conta de toda a bagunça feita pelas crianças, né?
Eu li que o médico deveria passar exames antes de prescrever o remédio, mas que o exame é prejudicado quando os vermes são machos...Então, a rotina mesmo é o médico passar o remédio para vermes para a família toda. 
Aqui em casa tomamos remédio para vermes semestralmente. 
Ai... achei no youtube um vídeo de uma cirurgia no Recife...Uma das coisas mais nojentas que já vi. Acho que havia pelo menos uma centena de lombrigas em um único intestino...Ai, enjoei!
Olhem, voltando ao que interessa...Rs...Cortar as unhas dos pequenos é um drama para mim, porque Manuela detesta, mas é uma das orientações, viu? Aliás, comida e unhas grandes não combinam de jeito nenhum! É bem imundo sim...Também vi orientações para a criança não ficar descalça...Aí, o pediatra da Manuela discorda e orientou que a deixasse ao máximo descalça, para proteger-se mais dos resfriados. Ele nem precisava orientar nesse sentido porque Manuela já fica descalça em casa sempre, até porque ela arranca as meias e depois as entrega ao pai...Rs.
Cuidem, também, da água que seus bebês bebem...Cuidado ao consumir comida e bebida em lugares que podem gerar a desconfiança de que não sejam muito limpos.  Fujam disso! Rs.
É isso aí, gente. Depois conto se notei alguma coisa estranha após o uso do remédio...Rs
beijos
Gilda


 

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Uma mãe à beira de um ataque nervoso!

Gente!

Alguns dias sem escrever e tanta coisa aconteceu...Rs...Tanto há para escrever...Rs...Mas, vamos por partes! Primeiro, o assunto que inspirou o título desta postagem...O cansaço e o nervosismo. Eu relatei aqui que Manuela ficou doente durante a viagem ao Rio, no fim de setembro. Pois nem completou um mês daquele episódio e Manuela acordou febril no domingo 17 de outubro...E ficou chorona o dia inteiro, não quis comer, só choramingava e queria colo...Tudo o que Manuela nunca fez!
Tentei dar comida, fruta...Nada...Ela mamava e bebia sucos, pelo menos, né? Mas, como às vezes, ela ensaiava animar-se, passamos o dia observando e acompanhando a temperatura dela. À tarde, demos novalgina, porque ela já chegava aos 38, 2. Uma colega de faculdade esteve aqui com o marido. E ela está grávida e era a primeira vez que conheceria Manuela, mas minha pequena estava muito chorona...No final da tarde, decidimos por levá-la ao hospital, para uma avaliação médica.
Lá no hospital, uma hora e meia de espera, porque estava cheio de crianças...É assim, o dia foi bonito no domingo, esquentou um pouco...Aí, as crianças aqui de Curitiba, desacostumadas com clima bom, ficaram doentes...Rs.
Na sala de espera, chegou um menino que não parecia nada doente! Ele corria, gritava, subia nas cadeiras e as balancáva freneticamente...Manuela só observando...Aí, o que aconteceu? Manuela, que havia passado o dia sem querer sair do colo, desceu do meu colo, começou a andar pela sala de espera, achou a tv, os bichinhos pintados nas paredes e, também, ficou acompanhando o menino danado...Rs.
Eu quase volto pra casa, só de ver Manuela melhor! Mas, a médica nos atendeu, disse que era a garganta, que continuássemos com a novalgina em caso de febre, porque a novalgina também é anestésico, alivia a dor da garganta. Mas, ela também passou antibiótico, pois informou que só assim a garganta melhoraria...Saímos de lá melhores porque Manuela foi bem examinada e tudo estava bem, exceto a garganta. Mas, decidimos por não dar o antibiótico para ela. Era a mesma azitromicina que a mesma médica havia passado, por ocasião da primeira vez que Manuela adoeceu...
Em casa, Manuela brincou, animou-se e comeu banana. Dormiu bem, e acompanhamos sua temperatura sempre. Ela ainda se elevou de noite, mas depois, ficou normal.
Na segunda feira, liguei para o consultório do pediatra de Manuela. Ele me ligou de volta, assim que acabou uma consulta. Disse que não desse o antibiótico mesmo. E que observasse a temperatura e o ânimo dela e marcasse uma consulta com ele o mais breve possível. Na terça feira Manuela esteve lá no consultório do pediatra.
Ela já estava muito bem, não havia tido mais febre, e comia quase normalmente, ainda preferindo liquidos. O pediatra dela a examinou bem, disse que é normal que isso aconteça, o clima está terrível, ela está na escola, e que em caso de febre eu devo esperar o primeiro dia, usar o antitérmico, e acompanhar. Não é para ir logo para a emergência. Se ela ficar prostrada, pálida, claro, é para ir logo, como já havia orientado a médica do Rio. E que não é para dar antibiótico para a Manuela, não mesmo. Que a garganta dela estava vermelha e que com a melhora do resfriado, também melhoraria.
Foi o que fizemos. Manuela ainda não está comendo o tanto que comia, mas, está super bem, comendo e bebendo muito suco, muita água, mais moleca do que nunca. Rs.
Depois, vi as matérias que tem saído na mída sobre a superbactéria e lembrei mais uma vez do pediatra da Manuela, que diz que o uso agora desses remédios, poderá criar resistência no futuro e trazer muitas dificuldades para tratamento na Manuela. Aliás, esse é um dos temas que está em destaque no site da revista crescer, que eu recebo informação por email.
http://revistacrescer.globo.com/Revista/Crescer/0,,EMI180867-10498,00-SUPERBACTERIAS+USO+INDISCRIMINADO+DE+ANTIBIOTICOS+FAVORECE+RESISTENCIA.html
Eu confesso que ao ouvir a médica dizer que a garganta da Manuela só ia ficar boa com antibiótico, eu quis comprar e depois discutir a continuidade com o pediatra da Manuela. Mas, Antonio foi firme e lembrou das orientações do pediatra e eu logo concordei. Foi o melhor, nada de antibiótico!
Mas, eu ando absolutamente intolerante ao clima dessa cidade! Sexta feira choveu...Sábado ficou completamente nublado, abafado...Domingo fez 32 graus!
E eu tenho que enviar 3 tipos de roupas diferentes para a escola...Uma caso esquente bem, outra caso fique frio de leve e outra caso esfrie mesmo...
Voltando à consulta do pediatra...Rs...Manuela cresceu! Minha pequena come sem parar e nós já havíamos notado o "estica" dela. Rs. Pois ela já está com 81 cm. Rs. O peso dela mantem-se estável no 9,700kg. Ela está na altura média e é magra. Segundo minha irmã nutricionista, ela tem uma gordura saudável (sem dobrinhas, que são bonitinhas, mas normalmente indicam sobrepeso...) e um biotipo favorável a que ela se mantenha num bom peso.
Quando Manuela recuperar-se bem do resfriado deverá fazer as vacinas da idade: Segunda dose da poliomelite e também da triplice viral. Como ela fez a tetravalente, incluirá a varicela na sua vacinação. O pediatra indicou a vacina contra a hepatite A, também. Haja vacina! Rs.
O pediatra passou remédio para verme, também. Isso merece uma postagem, não é mesmo?
Rs
Beijos
Gilda

sábado, 16 de outubro de 2010

Vamos brincar? Brincar de quê? Para quê?

Oie!
Hoje o tema é brincadeira...Rs
Primeiro, uma pergunta: Por que a criança deve brincar? Além de ser divertido e fazer bem a todo mundo, crianças e adultos, brincar é uma excelente forma da criança se conhecer e conhecer o mundo ao seu redor. Está ligada, assim, à percepção, ao desenvolvimento e à criatividade da criança.
Os estudos sobre a brincadeira e o denvolvimento infantil foram tão felizes que brincar é reconhecido, atulamente, como direito da criança:
"7º Princípio – A criança tem direito à educação, para desenvolver as suas aptidões, sua capacidade para emitir juízo, seus sentimentos, e seu senso de responsabilidade moral e social. Os melhores interesses da criança serão a diretriz a nortear os responsáveis pela sua educação e orientação; esta responsabilidade cabe, em primeiro lugar, aos pais. A criança terá ampla oportunidade para brincar e divertir-se, visando os propósitos mesmos da sua educação; a sociedade e as autoridades públicas empenhar-se-ão em promover o gozo deste direito."
 Através das brincadeiras das crianças é possível perceber como anda o seu conhecimento do mundo, a sua capacidade de abstração. Legal ver Manuela pegar uma bolinha, colocar sob sua blusa e dizer para mim: "cadê?"...Rs...Provocando-me a entrar na brincadeira. Rs. Ou, então, quando ela sabe que tem que trocar a fralda e brinca de não me deixar tirar o velcro da fralda, rindo, com o olhar provocativo, me chamando a rir também e brincar com ela. E então, se eu entro na brincadeira, ela levanta, sai correndo segurando a fralda, para ao longe, rindo e mexendo no velcro da fralda. Então, eu corro para pegá-la, arracando gargalhadas dela e a brincadeira continua...Rs.
Alguns meses atrás comprei um jogo de memório bem baratinho, de papelão. Porque ela não sabe jogar ainda, e ia destruir do mesmo jeito...Rs. Pois ela receonheceu na casinha de cachorro do jogo, a casinha do nosso bulldog...Então, ela agarrou o desenho da casinha e dizia o dia inteiro "Otte", referindo-se ao cachorro. Rs. Claro que ela perdeu logo o desenho, mas agora ela pega a cartela do jogo e procura a casinha do Otto...E repete "Otto, Otto, Otto" (sim, agora ela já fala Otto, direitinho. Rs).
A brincadeira, como disse antes, é boa porque dá prazer, e essa é sua primeira finalidade, né mesmo? Mas, como a criança está em formação, a brincadeira possibilita o aprendizado, desenvolvimento e a criatividade. Então, em cada idade a criança estabelecerá brincadeiras diferentes com o mesmo brinquedo, inclusive. Faça seus experimentos, também! Eu comecei a reapresentar à Manuela os brinquedos que oferecia a ela quando ela era bem bebezinha. Rs. E agora ela brinca mais com eles e de formas diferentes. Achei bem interessante!
Sabem aquele tapetinho em que colocamos os bebês para tentar pegar objetos pendurados? Pois é, Manuela anda agarrada a um deles, que faz barulho, porque, ultimamente, ela adora tudo que faz som, música. Rs. Ela mesma aperta os bichinhos para ouvir sons diferentes. Os mordedores agora viraram bonecos, que ela já ensaia brincar junto com outros bonecos dela.
Li um estudo sobre brincadeira e desenvolvimento infantil em que se afirmava que até os 6 anos de idade é o período que as brincadeiras das crianças mais evolui. Se buscarmos Vygotsky, as brincadeiras permitem a interiorização de uma série de significações. A criança pode conferir significados diferentes aos objetos que usa em suas brincadeiras. Entram em ação a imaginação e a criatividade.
Impossível falar em brincadeiras sem levar em conta a motivação que se oferece à criança, às tendências que esta criança apresenta, e o papel das pessoas que rodeiam a criança e atuam nos significados e resignificados que ela vai construindo - de si mesma, das outras pessoas, dos objetos e situações.
Não dá para ignorar o quão "coletiva" e "social" é a brincadeira, no sentido de que ela é apresentada à criança conforme a comunidade que integre, e, também, que a brincadeira acaba por ter um papel especificado ou mesmo estereotipado. Assim, tem menina que nunca brincou direito com uma bola, a não ser quando ela tenha escapado dos pés de algum menino e caido diante de seus pés, e ela, desajeitadamente, devolveu a bola aos seus "donos", os meninos...Rs.
Manuela ganhou várias bonecas...De mim? Não. Rs. Todo mundo acha que deve dar uma boneca a uma menininha. Rs. Por isso, eu não dei, ainda. Rs. Mas, eu mesma, adorava minhas bonecas e brinquei com elas até o início da adolescência. Com bonecas pode-se criar histórias, reproduzir a vida cotidiana com todas as nossas informações e mais a fantasia (melhor que as novelas chatas de hoje em dia! Rs) e sem contar o senso estético. Eu fazia mil roupas para minhas bonecas! De tecido mesmo, adorava!
Mas, Manuela pega as bonecas e maltrata...Rs...Arranca os cabelos, não sabe o que fazer com elas. Rs. Mas, também tem várias bolas, de tamanhos diferentes e adora cada uma, tenta agarrá-las ao mesmo tempo, é uma farra constante com elas. Rs. Claro, muita gente acha que isso é legal enquanto Manuela é pequena, mas que com a idade deva começar a brincar só com bonecas...E a coitada da minha filha vai começar a perceber que o que as pessoas que se aproximarem dela mais vão fazer é pretender "ditar" seus modelos culturais, seus valores, suas regras..."Meninas devem vestir-se assim, assado...", "Meninas não brincam de bola...", etc etc...Ai, haja conversa com Manuela para ajudá-la a responder de forma autônoma a tanta interferência. E ainda há dúvidas de que a criança integra ativamente da nossa contrução cultural?
Por isso me irrita profundamente quando alguém perto de mim fala: "mas, ele vai só pra brincar mesmo na escola...". Me irrita porque não acho que estamos aqui a passeio. Se assim fosse seria tão, mas tão mais fácil viver! Mas, temos que estudar, aprender, para podermos nos comunciar direito, trabalhar e pagar 30 anos por um imóvel próprio...E por aí vai...E acho que o maior prejuízo pessoal e coletivo é não querer estudar ou aprender nada...Porque é horrível conviver com gente que só se empolga para falar de BBB, novela de qualquer canal que seja, que não discute política, religião e futebol...
Biologia é vida, psicologia é vida, direito é necessário, política é necessária, educação é necessária...Não tenho que saber apenas diferenciar tijolos e argamassa, porque sou engenheiro. Eu tenho que me educar para a vida, para o que como, bebo, faço do meu corpo, mente, porque isso influencia a saúde pública, minhas relações sociais...E pior, influencia profundamente a vida dos meus filhos...
É, eu não engulo isso de que "filho se cria de qualquer jeito" mesmo, porque já temos pesquisa e informação para sabermos que isso é uma grande ilusão...E não dá pra enfiar comida enlatada, fritura, refrigerante, qualquer porcaria em bebês e achar que isso é a coisa mais legal que os pais podem fazer por seus filhos...É, eu tento fazer um blog com um tom mais neutro, mas, não sou neutra, detesto neutralidade. Já se sabe muito do que faz bem ou mal às crianças. Só não vê quem está a fim de que "o filho se crie de qualquer jeito" mesmo...Rs...Aiaiaiai Gilda...
Eu cresci ouvindo minha mãe dizer que a professora sempre teria razão e eu estaria sempre errada...Rs...Que professor bom é o mais severo...Ela achava que escola era lugar para todas as severidades do mundo, que não era lugar de brincar...Por outro lado, conheço o tipo de mãe que os filhos não podem sofrer severidade alguma, que ninguém pode falar mais seriamente com eles, que eles tem que brincar, se divertir, e tem o apoio materno para serem maus alunos, inclusive porque ela esconderá tudo do pai, os protegerá de...Rs...As mães sempre valeram-se de autoritarismo, chantagem emocional ou qualquer outra porcaria do tipo para lidar com os filhos. Vamos ficar repetindo isso? Por favor, né?
A criança vai para a escola para desenvolver-se plenamente, interagir de forma criativa, inteligente. Ser estimulada. Não fazer todo mês um concurso diferente, né? Miss caipira, rainha dos jogos do colégio, aluno com maior média em matemática...
 

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Desmame da Manú

Olá!
Estou fazendo experiências com o desenho do blog, aprendendo a usar alguns recursos, por isso, ainda vai mudar mais seu desenho até eu escolher um definitivo, ou, o que acho mais provável, nunca ficar muito tempo com a mesma "cara".
Bem, eu tinha que escrever sobre o desmame da Manuela, na ordem imediata dos assuntos do blog. Rs. Eu parei de amamentar a Manuela...Até coloquei um contador, que marca quanto tempo minha pequena mamou no peito. Foi quase 1 ano e meio. Eu gostaria que ela mamasse dois anos, mas, em algum momento dos últimos meses, Manuela começou a fazer o peito de chupeta e isso me deixava exausta...Ela brincava, mordiscava de leve, ria, e quase não mamava. O leite estava pouco por conta disso.
Na viagem da semana passada ao Rio, ela sentiu-se insegura, tímida com o ambiente estranho e pendurou-se no peito quase o tempo todo...Foi exaustivo...E em Florianópolis, para dormir, só com a mãe, no peito...Podíamos ter cortado isso, mas estávamos com amigos no chalé e não íamos deixá-los acordados parte da noite, porque queríamos educar Manuela...O mesmo eu digo a respeito da situação no Rio de Janeiro...Eu percebo que amamantar em livre demanda não foi muito bom para a Manuela. Porque em situações de timidez e insegurança dela, o peito era uma verdadeira chupeta e eu não concordo com isso!
Por isso, durante a semana em casa, já desde agosto, ela mamava apenas pela manhã. Um tempão, ao acordar. No resto do dia, eu oferecia leite ninho e sucos. Mas, a regra não era plenamente cumprida, porque eu adorava amamentar, então, eventualmente, ela até dormia no peito, à tarde.
Mas, depois da semana passada e o peito completamente dolorido, tomei a séria decisão de parar de amamentar...O pediatra já havia orientado que a partir de um ano a criança começa a agarrar-se ao peito como socorro emocional; minha irmã nutricionista orientou que o leite materno vai mudando ao longo dos meses, conforme a necessidade do bebê, que já se alimenta de frutas, comidas, sucos, e que, já a partir de um ano, eu podia oferecer soja, sucos, em substituição ao meu leite, sem prejuízos maiores à Manuela; além da orientação do meu professor de biologia do desenvolvimento, que ensinou que o leite materno é muito importante para o sistema imunológico da criança ao longo do primeiro ano de vida e depois disso, é um reforço, complemento...Aiaiaiai...
Eu queria amamentar até abril do ano que vem...Não deu...Antonio já pedia para eu tirá-la do peito há algum tempo, porque nos momentos de insegurança de Manuela, o pai era descartado, rejeitado por ela...Rs.
Mas, foram ótimos meses, Manuela teve duas febres até hoje, de resfriados em que os únicos sintomas foram a febre e corisa. Com toda a chuva, frio, vento, mudança brusca de temperatura, Manuela passou muito bem. E eu continuo associando ao meu leite e ao fortalecimento da imunidade dela. Daqui pra frente, confesso, ficarei menos tranquila. Mas, a alimentação da Manuela é rica em tudo o que ela precisa, e agora, é reforçar nos alimentos funcionais.
Como eu insisto na amamentação, eis aqui abaixo alguns dados importantes:
1. Crianças amamanetadas no peito contraem menos meningite, infecções urinárias, de ouvido, respiratórias, do trato intestinal;
2. Crianças que usam mamadeira estão expostas frequentemente às bactérias pela manipulação da mamadeira e do leite em pó, o que não ocorre com a criança que mama no peito;
3. O leite materno tem células imunológicas;
4. O desenvolvimento do intestino após o nascimento se dá mais rápido em crianças que mamam no peito;
5. Amamentar ajuda a prevenir o câncer de ovário e o câncer de mama antes da menopausa - os benefícios dirigem-se às mães, também.
Uma fonte para leitura, ok? http://www.pucpr.br/servicos/programas_saude/palma/arquivos/aspectos_imunologicos_aleitamento.pdf
Continuando a postagem...
6. Até os 5 anos o sistema imunológico da criança está se organizando, então, quanto mais ela mamar no peito, melhor para ela!
Bom, como ela reagiu? Nos dois primeiros dias, sábado e domingo, ela pediu bastante, choramingou, mas, eu brinquei, desviei a atenção dela e o pai ajudou bastante. Eu dizia "acabou o leite, filha", triste, também. No terceiro dia, ela pediu para mamar uma vez, aí, diante da minha triste resposta de que havia acabado, ela imediatamente ia brincar  e esquecia o assunto. Eu, então, preparava uma mamadeira e ela mamava direitinho. Aliás, agora, ela substituiu o "peite" por "mamar". E assim, ela mama na mamadeira, como já fazia, bem animada.
Meu leite? Foi-se, também. Não doeu nada, não apareceu mais...Uma noite eu ainda senti um latejamento próprio de quando estava com bem leite, mas não havia mais leite mesmo...Não pensem que gostei disso...Foi uma busca intensa por meu leite e ele esvaiu-se assim, tão rápido...Mas, enfim, ele deu conta do recado. Voilá!
Mas, como eu sou chata, insistente...Rs...Vou pesquisar sobre o desmame e o que acontece geralmente com os leites  mais persistentes (e acho que os leites devem ser persistentes e os bebês aproveitarem bastante! Rs), sim?
Mais um tópico, e eu ainda não dei conta de todos os que ainda quero escrever logo aqui. Rs.
Por falar em dar conta...Na segunda fiz uma comida única para Manuela e para mim. Rs.E ela comeu dois pratos e meio...Fiquei assutada, mas ela a-do-rou! Rs. A receita? Fácil! Um cozido (amo cozidos, guisados, caldeiradas. Rs): primeiro refoguei cebola e alho poró no azeite. Então coloquei batata, inhame, batata doce, cenoura e tomate. Refoguei tudo junto. Então,  acresci a carne moída e a quinoa. Coloquei caldo de legumes que preparo em casa e congelo e quando já cozinhava há alguns bons minutos, acresci o macarrão. Ficou delicioso!
Mais recentemente, quando os elementos da comida são bem doces, como as batatas e a cenoura, eu equilibro com algum elemento salgado, mas dessa vez eu não tinha. Então, quando não tenho, coloco uma pitada de sal. O pediatra já orientou para Manuela comer o que comemos, mas minhas irmãs dizem que, apesar de não fazer mal uma pitada, é desnecessário porque os alimentos tem uma dosagem de açucar e sal. E que é para deixar Manuela ao máximo só com o sal e açúcar dos alimentos. Eu, em meio aos discursos diferentes, não salgo a comida da Manuela, equilibro os alimentos doces e salgados dela, ou, como última alternativa, ponho uma pitada de sal para não ficar doce em excesso.
E vamos equilibrando o doce e o salgado, né? Às vezes, deixando bem doce e gostoso, como o bolinho de banana que fiz no feriado. Rs. E, noutras, vendo-o azedar...Argh! Rs.
Estar assistindo por capítulos o filme Julie & Julia está me deixando assim, pensando em comidas gostosas todos os dias! Rs. Vocês já assistiram? Assistam! É ótimo, tem as fantásticas Meryl streep e Amy Adms. E quase dá para sentir o cheiro da comida gostosa saindo pela tv. Eheheheeheh

Beijos
Gilda

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Super nanny, parte 1 (sim, porque serão muitas partes!)

Oi, gente!
Vocês sabem, eu sou mais ou menos como toda mãe...Só vejo defeitos nos filhos dos outros, nas criações dos outros, e acho que a Manuela é uma menina ma-ra-vi-lho-sa! Eheheheh.
Mas, não é simples assim. Primeiro, soube que Manuela chegava na escola e arrancava a chupeta da coleguinha Ana Clara que, coitada! Confortável emocionalmente chupando seu pipo, era "atacada" por MINHA filha, que lhe roubava seu pipo precioso! Rs.
Agora, passamos uma semana no apartamento de minha tia. Gente, a chuva de todos os dias não foi nada perto do tornado "Manuela" que por lá passou...Rs...É, tem que rir agora que já passou! Rs. Ela dava uma volta e voltava para o computador, pedindo pelo "pate"...O pato do pocoyo, possível de ser assistido graças ao youtube. Era uma repetição de "pate, pate, pate"...Rs.
Na hora da fominha, ela ficava na porta da geladeira, tentando abri-la e repetindo "papá, papá, papá!"
Aqui em casa, cercada de tudo o que é familiar para mim e para ela, os pedidos pelo "papá" não me pareceram tão autoritários como soaram lá. Ela corria, escalou o móvel da pia, cujas portas eram de espelhos, porque ela queria alcançar uma caneca que estava escondida dentro da pia...Gente!!!!!!
Tio Aldo achou para ela um apelido à altura: carrapeta, que é um pião que gira um monte. Rs. Pois é, a pequena aprontou. Rs. Além disso, ela agora joga objetos pelos ares sempre que contrariada. grita, esperneia...Em casa, eu deixo ela dar o ataque dela sozinha, mas na casa da titia não ia deixá-la ficar dando chilique um tempão, né? olhem, a pequena me deu uma canseira E-NOR-ME...
Rs.
Em busca de tentar me consolar sobre o assunto, lá corri eu atrás de orientação. Li que é comum entre 1 a 3 anos esses ataques repentinos e violentos...Humhum...Também li que nessa idade não há que se falar, ainda, em crianças manipuladoras ou tiranas, que elas estariam lidando com suas frustrações sem saber expressar-se, contudo, como gostaríamos...Humhum...Os guias dos ataques dos filhos inclui: jogar coisas no chão, socar o chão, chutar e gritar....Humhum...O pequeno pode até prender a respiração e ficar roxinho, roxinho...Humhum,né?
Os especialistas tentam ajudar...Nessas horas não é bomd eixar o filho sozinho, porque ele pode ainda sentir-se abandonado. Uns recomendam abraçar o filho, outros acham melhor não...Hum...Ficar por perto, com calma (!!! Até que isso eu consigo, sim. Rs) e o mais importante: não ceder e fazer o que o filho quer....Hum. Se a criança bater em alguém ou acertar alguém com algum objeto, pode ser melhor tirá-la do ambiente, deixa-la a sós com você para uma conversa (se ela já entender, é claro! Com uma criança que ainda está falando russo "adi" "olhé", não dá, né? Rs).
Como eu fiz Antonio ir comigo a uma palestra de uma psicóloga que só falou da educação emocional dos filhos, vale lembrar o que ela disse: que só começamos mesmo a limitar os atos dos filhos quando eles já se expressam minimamente, lá pelo 1 ano e meio. E que é fundamental conversar com os filhos sobre seus sentimentos. Então, após o ataque enfurecido do pequeno, é essencial que conversemos sobre o que ele sentiu, porque se irritou, e mostrar a ele que sua resposta ao sentimento não foi agradável e que pode ser expressa de forma diferente da próxima vez. Conversar, não precisa ter agora o ataque de mãe, né?
Uma dica que também pesquisei é a de prevenir os ataques, não expondo seu filho inadvertidamente às situações que o desagradam. Preparar seu filho, inclusive, para as situações que o desagradam. Quanto à comida, sabendo que naquele horário o filho gosta de comer, já ter um lanche à mão. Comigo fica difícil porque Manuela passa o dia comendo...Rs...Agora ela já fala "bana", para banana. Ontem, foram duas bananas, sucrilho sem açúcar, almoço, jantar, churrasco, sucos e sucos...Rs. Tenho que manter uma comida saudável em casa, porque ela já experimentou batata frita, quando saímos para um barzinho, e bolo de chocolate em um churrasco...Tornou-se inevitável diante do apetite da Manuela...
Respeitar a independência do seu filho também ajuda. Manuela detesta que eu tente lhe dar comida, quando ela é quem quer comer sozinha. E o faz muito bem, até. Mas, tente tirar a colherzinha de sua mão e a colher voará!
Como tudo o que diz respeito aos filhos, há sempre um outro lado...Rs...As birras devem ser bem analisadas, pois às vezes elas podem indicar stress do filho. Uma separação tumultuada dos pais, muitas brigas, eventos que lhe causem impacto negativo podem provocar um comportamento mais agressivo  e ataques mais frequentes. Ou simplesmente, a mãe mima o filho e cedeu aos ataques passados e agora tem que lidar com um filho que dá ataque para tudo...Morde os coleguinhas na escola, chuta, joga objetos no chão...E isso já passando dos 2 anos...Olho aberto! Mimar só estraga o filho, só, não traz beneficio algum. ZERO!

Eu aprendi com Manuela. Não faço o que ela quer, e logo, logo ela esquece tudo e passa a se interessar por outras coisas. Agora, quando eu fico tentando de alguma forma consolá-la, ela continua tendo o ataque...Dificil é manter a calma em público, porque eu me vejo tentando acalmá-la para não chamar atenção dos outros, também porque os outros não precisam presenciar uma cena infantil, e, a maioria, inclusive, faz cara feia, mesmo sendo uma coisa normal para a idade...Enfim...É bem difícil...
Fiquemos por aqui...A chuva passou, as professoras da Manuela devem estar com toda a paciência do mundo nessa segunda feira! Rs.
Beijos
Gilda