quarta-feira, 18 de março de 2009

mãe e filhos

Ai, gente, momento nada a ver com a minha gravidez no blog...Rs

Mas, que manifestações são essas da Pepita Rodrigues, mãe do Dado Dolabella?

Fiquei chocada com a falta de noção da realidade que ela demonstra ter em relação filho dela...

O "menino", como ela gosta de chamar o filho dela que já tem 28 anos, sofre constantes exposições negativas na mídia, provocadas por ele próprio, como no momento em que agrediu o João gordo (visivelmente alterado naquele evento), agrediu a Luana Piovani, uma outra ex, foi expulso de um camarote por drogas (imagina, em pleno carnaval terem achado que ele "exagerou"!), se indispõe com atores sempre que atua em alguma novela,

e a mãe ainda se presta a defendê-lo publicamente? Melhor para ambos seria ficarem calados...

É impressionante como no Brasil, delinquente é o filho da vizinha. É ele que não sabe beber, que dirige como um louco, que bate na namorada, que é vadio, mal educado...Nunca tem um desses na nossa família, perceberam? Nós, mães somos responsáveis pelo exemplo no início da vida, pela orientação moral na juventude e pelas relações que estabelecemos com nossos filhos. Mas, o que mais se vê por aí é mãe que se vale do discurso que o filho é mais difícil, ou que a idade é problemática, ou qualquer outra coisa que não afete diretamente sua parcela de responsabilidade pelo que o filho se tornou...

Crianças tem que ser tratadas como crianças, e adultos tem que ser tratados como adultos e não como bebês, crianças mimadas que podem tudo, que fazem só o que querem...Eis aí o belo exemplo do Dado Dolabella, um mimado que debocha da ex, das medidas judiciais e que agia como se a prisão não fosse uma real probabilidade na vida dele...Aí está! Se todos os mimados provassem desse gostinho azedo um pouco, quem sabe tirariam o sorriso da estupidez do rosto, não é mesmo?

Afinal, que dignidade há em todo o deboche do Dado?

Qual a piada possível depois que vieram a público as cenas da agressão dele à Luana e à sua camareira'? Aí é que volto aos pais...Já vi pai que abria comida em supermercado e dizia pro filho: "o supermercado não se importa se você comer um pouco da comida daqui porque você está comprando outras coisas"...Ou mesmo, pai e mãe onerando o valor de coisas encomendadas por amigos ou parentes, pra ficar com um dinheiro fácil...Os pais são os primeiros a ensinar seus filhos a serem "expertos", a mentirem para conseguirem o que quiserem...E depois se negam a ver as atitudes estúpidas de seus filhos.
Sim, porque todos nós estamos sujeitos a agir com estupidez em alguns momentos da vida, mas escolher ser mimado pelo mundo, alimentar um egoísmo desenfreado apoiado pelos próprios pais e negar todas as consequências que daí advem, é uma grande tolice e os exemplos estão por aí, em filhos que batem nos pais, que batem nas namoradas ou esposas, que furtam os pais, irmãos e se comportam como se o mundo tivesse que mimá-los a vida inteira...Os delinquentes mimados são chamados pelos pais de "meninos"...Coitadas das vítimas desses "meninos"...

2 comentários:

Carolina e Alexandre disse...

Gildinha,
Comentei sobre este assunto também no meu blog, pegando o gancho do seu.
Não é que não concorde com vc, só pensei de forma diferente....rsrsrs
Pelo seu comentário sobre os pais que mimam os filhos, lembrei da família da novela das 8, em que os pais acham que o filho é coitadinho e tudo o que ele faz é lindo....âre baba!!!
rsrsrsr
Bjs querida, saudades!!!
Carol

tatyanegarcia disse...

Excelente texto, amiga!

bjos!