segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Vou receber uma hóspede
ela está sendo aguardada há meses!
Para ela, dediquei-lhe o espaço mais confortável:
ela pode escutar uma batida ritmica acalmadora
que a esquentará, que proverá a ela o melhor alimento...
Poderá dar quantas voltas quiser, conhecer o esquerdo e o direito
e empurrar o umbigo pra fora, também...
Muita água, esses meses todos a água é a essência
é o meio, o ambiente, a terra toda...
E quando ele põe as mãos em mim
persegue-a na verdade
com suas mãos...
Ora no esquerdo, ora no direito, ora lá embaixo!
E ela não pára! mexe, que mexe, revira, rebola...
Seus passos, chutes me fazem rir o dia inteiro
Antes de eu acordar, ela
exigente, já está de um lado a outro
me chamando, me dizendo que está ali
que ela é uma exigência
que não fico mais sem ela...
Ela põe fim ao meu mundo a dois
com ela, nossa doce companhia
precisa de mais um...mais uma...
aquela que, silente, se instalou
escolheu o melhor canto
e não se deixará sair enquanto não for a hora certa
e que já é ansiosamente esperada
querida, gostada!

2 comentários:

Kirnna disse...

Que Barrigão Lindo!
Tudo de Bom....
beijos em vcs 3

Andréa Rocha disse...

Lindo! E por incrivel que pareça, ela quando sair vai ser mais amada ainda. Basta um sorriso e a gente se derrete toda... Beijos pra vocês!